CE prevê PIB português cresça 4,1% em 2021 e 4,3% em 2022

Publicado em 11/02/2021 21:50 em Economia Geral

A Comissão Europeia (CE) previu hoje que o PIB português cresça 4,1% em 2021 e 4,3% no próximo ano, em comparação homóloga, em ambos os casos acima da média da zona euro (3,8% nos dois anos) e da UE - União Europeia (3,7% este ano e 3,9% em 2022).

Nas previsões (intermédias) de Inverno, a CE espera que após um crescimento em cadeia (face ao trimestre anterior) de 0,4% do PIB português nos últimos três meses do ano passado, no trimestre em curso a riqueza produzida em Portugal baixe 2,1%, num contexto de forte ressurgimento da pandemia a partir do final do ano passado que levou ao apertar das medidas restritivas, em particular a partir de meados de Janeiro.

A Comissão admite que a economia portuguesa comece a melhorar no segundo trimestre, com recuperação mais forte nos meses de Verão, que enquadra expectativas de «uma notável retoma do turismo no Verão», particularmente das viagens intra comunitárias, e um recobro mais gradual a partir daí.

Admite, contudo, que o sector do turismo se mantenha a um nível algo abaixo do verificado antes da crise até ao fim do período de previsão (2022).

Quanto à riqueza produzida em Portugal, os serviços económicos da CE esperam que conheça uma recuperação completa e retorne aos níveis pré-pandemia no final de 2022, embora admitindo que se mantêm riscos significativos devido à grande dependência do turismo estrangeiro que a economia portuguesa tem.

Acrescentam que as medidas do plano de recuperação e resiliência não foram considerados na previsão e constituem um factor de crescimento.

A Comissão antecipa que o consumo privado beneficie de um mercado de trabalho relativamente resiliente, em que a queda do emprego compara favoravelmente com as transferências sociais e outros apoios ao rendimento decididos pelo governo português.

Ainda sem comentários