Colt quer ultrapassar 100 trabalhadores este ano

Publicado em 21/11/2020 22:23 em Operadores / Serviços

A empresa de serviços de comunicações empresariais COLT anunciou a abertura do seu terceiro centro de desenvolvimento em Portugal e pretende até ao fim de 2020 ultrapassar a centena de trabalhadores.

Em comunicado, o terceiro centro de competências em Portugal será dedicado ao desenvolvimento de tecnologias de rede SDN (Software DSefined Networks) inovadoras.

A Colt indica que a campanha de recrutamento de engenheiros de desenvolvimento de software com experiência em várias tecnologias está a ser efectuada 100% online, através do sítio Internet da empresa ou da rede social LinkedIn, de carácter mais profissional.

O novo centro, dedicado ao desenvolvimento de tecnologias inovadoras SDN (Redes Definidas por Software) e NFV (Virtualização das Funções de Rede) vai permitar aumentar a agilidade das redes de comunicações e aproximar o universo do software e da nuvem, crucial para assegurar o trabalho remoto em larga escala.

O novo centro em Portugal foi anunciado esta semana pelo presidente executivo do operador britânico presente em Portugal desde 2002, Keri Gilder, e junta-se aos centros de competências criados em Portugal em 2016 (Premium NeTwork Services) em 2018 (Language Technical Resolution Center)

Carlos Jesus, director-geral da Colt em Portugal, citado no comunicado, garante acreditar que «Portugal irá ter um papel ainda mais relevante na concretização da nova estratégia de inovação e crescimento» da Colt à escala global.

Criada em 1992 e dedicada exclusivamente à área empresarial, liga com uma rede própria de fibra, com redundância, 51 áreas metropolitanas, 212 cidades, mais de 29 mil edifícios de 32 países europeus e mais de 29 mil centros de dados europeus, fornecendo ligações à Ásia e Estados Unidos através de operadores com quem tem acordos

Ainda sem comentários