Receitas Glintt descem em Janeiro/Setembro, lucros crescem

Publicado em 17/11/2020 22:43 em Geral

O volume de negócios da tecnológica portuguesa Glintt caiu ligeiramente nos três primeiros trimestres de 2020, para 65,942 milhões de euros, uma redução homóloga de 1,2%, anunciou o grupo.

Em comunicado de resultados, o grupo ligado à Associação Nacional de Farmácias (ANF) indica que teve uma redução de 11,5% nas suas vendas, para 15,314 milhões de euros, que o aumento de 7,4% nas suas receitas de serviços, para 50,628 milhões de euros, foi insuficiente para compensar.

A Glintt relaciona o seu desempenho de 2020 com o impacto das restrições à actividade empresarial, que teve consequência mais severas no negócio internacional do que na actividade da companhia em Portugal.

Os lucros da Glintt cresceram 5,8% nos nove primeiros meses de 2020, para 1,012 milhões de euros, e os resultados operacionais aumentaram 11,9%, para 8,72 milhões de euros, revelou o grupo.

O grupo indica que a pandemia de Covid-19 impos a adopção de medidas preventivas e de contingência e nesse contexto cerca de 90% dos mais de 1 100 trabalhadores da Glintt trabalharam remotamente, prática que continuará a ser privilegiada nos próximos meses.

Ainda sem comentários