PIB português terá caído 5,8% no terceiro trimestre

Publicado em 30/10/2020 15:39 em Análise económica

O PIB português terá caído 5,8% homólogos (face ao mesmo período do ano anterior) no terceiro trimestre de 2020, segundo a estimativa rápida a 30 dias do Instituto Nacional de Estatística (INE).

Fazendo contas com utilização dos números já disponibilizados para o primeiro e o segundo trimestres (que deverão ser revistos em baixa) e calculando para o terceiro trimestre com base na queda homóloga de 5,8%, a riqueza produzida em Portugal terá tido um recuo superior a de 8% no conjunto dos três primeiros trimestres do ano.

O INE indica que a evolução homóloga do produto foi menos negativa tanto do lado da procura interna como da procura externa, mas foi sobretudo determinada pelo comportamento da procura interna e, em particular, do consumo privado.

Quanto ao contributo menos negativo da procura externa no trimestre Julho/ Setembro, deve-se sobretudo ao comportamento das exportações de bens, já que as exportações de serviços mantiveram reduções expressivas.

O INE salienta que a incorporação primária levou à revisão das variações homólogas do PIB nacional no primeiro trimestre (menos 2,4%) e no segundo trimestre (menos 16,4%) quando comparados com as últimas estimativas a 85 dias do segundo trimestre, divulgadas a 23 de Setembro, o que em ambos os trimestres significa um agravamento de 0,1 pontos percentuais na variação homóloga em cada um dos trimestres.

O INE divulgou no segundo trimestre, pela primeira vez, estimativas rápidas do PIB a 30 dias, que já estava a testar há alguns anos, com metodologia semelhante às estimativas a 45 dias e os resultados detalhados, que continuam a ser divulgados.

Ainda sem comentários