Indústria automóvel ibérica exige medidas recuperação sector

Publicado em 10/10/2020 10:10 em Economia Geral

Quatro associações representativas da indústria automóvel de Portugal e Espanha reclamam que a XXXI Cimeira Ibérica, que hoje decorre na cidade da Guarda, adopte uma estratégia e medidas para a recuperação da produção e da procura de automóveis, afectadas pela Covid-19.

Numa declaração conjunta, os presidentes de quatro associações que representam os fabricantes de automóveis e de componentes para automóvel, solicitam aos governos de Portugal e Espanha um maior compromisso para definir «uma estratégia que garanta a viabilidade sustentável da indústria automóvel na sua transformação para uma mobilidade sustentável, livre de emissões».

O texto dirigido à cimeira ibérica é subscrito por José Ramos, presidente da ACAP – Associação Automóvel de Portugal (que também representa o comércio automóvel), José Couto, presidente da AFIA – Associação de Fabricantes da Indústria Automóvel, e pelos presidentes das associações espanholas ANFAC, José Vicente de los Mozos, e SERNAUTO, Maria Helena Antolin, que destacam a importância do sector para o relançamento da economia e para o emprego.

A declaração indica que a indústria automóvel representa 11% do PIB e 9% da população activa em Espanha e 6% do produto interno bruto e 12% do emprego em Portugal e defende que, para garantir a recuperação para os níveis pré-crise, o sector automóvel «necessita de uma dotação financeira significativa» no âmbito do próximo Plano de Recuperação Europeu.

As quatro associações apelam à colaboração e cooperação dos dois governos para criarem um quadro que impulsione a competitividade da indústria automóvel e que criem instrumentos específicos para a apoiar.

Defendem um plano de acção que responda à transição para a mobilidade de emissões zero, através de incentivos, financeiros e não financeiros, incluindo um plano de incentivos ao abate, desenvolvimento de uma «poderosa infra estrutura de recarga de veículos eléctricos e um quadro regulamentar homogéneo para o transporte de bens entre os dois países.

Ainda sem comentários