Indicadores coincidentes Banco Portugal em mínimos históricos em Julho

Publicado em 22/08/2020 20:58 em Análise de Conjuntura

Os indicadores coincidentes de actividade económica e do consumo privado do Banco de Portugal registaram em Julho novos mínimos históricos, anunciou sexta-feira o banco central português.

O Indicador Coincidente para a Actividade Económica atingiu em Julho um valor de menos 11,9% (menos 10,8% em Junho) e o Indicador Coincidente para o consumo privado caiu no mês passado para menos 13,5% (menos 12,0% em Junho).

O Banco de Portugal alerta para que os indicadores coincidentes são indicadores compósitos que procuram captar a evolução subjacente da evolução homóloga dos respectivos agregados macroeconómicos (PIB e consumo privado) e não se destinam a reflectir em cada momento a taxa de variação homóloga dos correspondente agregados.

Assinala que, face às actuais variações bruscas e significativas nas séries usadas no cálculo dos indicadores coincidentes, é expectável que se verifiquem revisões mensais superiores às habituais.

Ainda sem comentários