Intel com forte crescimento negócio e lucros primeiro trimestre

Publicado em 24/04/2020 21:35 em Indústria TI

A multinacional Intel, líder no fabrico de microprocessadores para computadores, anunciou quinta-feira à noite que os seus lucros aumentaram 42% homólogos no primeiro trimestre fiscal 2020 (terminado a 28 de Março), para 5661 milhões de dólares (5244 milhões de euros).

Em comunicado de resultados, a Intel adianta que o volume de negócios cresceu 23% homólogos (face ao mesmo período do ano anterior) no primeiro trimestre fiscal, para 19 828 milhões de dólares (18 367 milhões de euros).

Os resultados operacionais cresceram 69%, para 7038 milhões de dólares (6250 milhões de euros), mas o investimento em investigação e desenvolvimento (I&D) caiu 2%, para 3275 milhões de dólares (3034 milhões de euros), indica a companhia.

A Intel destaca os crescimentos de receitas no primeiro trimestre do grupo de centros de dados, de 34%, para 6993 milhões de dólares (6479 milhões de euros), e de 14% no grupo Client Computing, para 9775 milhões de dólares (9057 milhões de euros).

Nas soluções de memórias não voláteis o volume de negócios atingiu 1338 milhões de dólares (1240 milhões de euros), um acréscimo de 46%, na área da Internet das Coisas (IoT, na sigla inglesa) as receitas subiram 16%, para 1137 milhões de dólares (1053 milhões de euros) e no grupo de soluções programáveis as vendas aumentaram 6,8%, para 519 milhões de dólares (481 milhões de euros).

O CEO da Intel, Bob Swan, citado no comunicado, salienta que o desempenho no primeiro trimestre revela o foco na salvaguarda dos trabalhadores da companhia, no suporte aos parceiros da cadeia de fornecimento e em manter os fornecimentos aos clientes, num período de desafios sem precedentes.

Sublinha que o papel que a tecnologia desempenha no mundo é hoje essencial, mais importante do que nunca, e a oportunidade para enriquecer as vidas e permitir o êxito dos clientes é mais vital do que nunca, e prevê que a Intel sairá desta crise como uma companhia ainda mais forte.

Para o segundo trimestre fiscal, a Intel antecipa receitas de 18,5 mil milhões de dólares (17,1 mil milhões de euros).

Ainda sem comentários