GSMA reúne-se hoje de urgência para decidir se mantém WWC 2020, La Vanguardia (Actualização)

Publicado em 12/02/2020 13:09 em Destaques

O jornal catalão «La Vanguardia» noticiou na sua página Internet que a GSMA se reúne de urgência às 14:00 horas (13:00 em Lisboa) , para decidir se mantém a realização do Congresso Mundial das Comunicações Móveis (GSMA), previsto para decorrer de 24 a 27 de Fevereiro em Barcelona.

Os receios provocados pelo alastramento do surto de Coronavirus levaram nos últimos dias ao anúncio de desistências de grandes expositores, a que se juntaram hoje a Cisco (que o confirmou ao Falar de Economia e Tecnologia), a Nokia e a HMD Global, que produz smartphones da marca Nokia.

Também há notícias da desistência do operador alemão incumbente Deutsche Telekon e da gigante japonesa de comércio electrónico Rakuten mas ainda não conseguimos obter confirmação.

Antes, a partir do primeiro anúncio feito pela sul-coreana LG, já tinha sido noticiado que não estariam presentes em Barcelona, pelo menos, a Ericsson, a Nvidia, a Sony, a Intel, a Amazon, a Viavi, a Amdocs, a Commscope, o Facewbook, a TCL, a NTT Docomo (o maior operador japonês), a chinesa Vivo e a McAfee.

As empresas justificam a decisão com o receio dos riscos que a participação pode trazer para a saúde dos seus trabalhadores, parceiros e clientes, apesar de reconhecerem os grandes esforços feitos pala organização para minimizar os riscos.



O La Vanguardia afirma que entre as companhias que decidiram não estar presentes está a Orange, cujo CEO (Stephane Richard) preside actualmente à GSMA, entidade organizadora do MWC.

O jornal catalão indica que também a British Telecom anunciou que não estaria presente.

Ainda sem comentários