F

FAT – Fiber Access Terminal – Ponto de acesso a rede de fibra óptica.

FCCN - Fundação para a Computação Científica Nacional - Instituição privada sem fins lucrativos e de utilidade pública que, com o apoio das Universidades e diversas instituições de I&D nacionais visa a expansão da Internet em Portugal. A principal actividade a FCCN gerir e operar a Rede Ciência, Tecnologia e Sociedade (RCTS), uma rede de alto desempenho para as instituições de ensino, ciência e tecnologia e com maiores requisitos de comunicações, constituindo-se assim uma plataforma de experimentação para aplicações e serviços avançados de comunicações. A FCCN é também a entidade competente para a gestão do serviço de registo de domínios de .pt.

FCT – Fundação para a Ciência e Tecnologia – Organismo governamental que sucedeu em 1997 à JNICT (Junta Nacional de Investigação Científica e Tecnológica e que tem como objectivo promover o avanço do conhecimento científico e tecnológico em Portugal e estimular a sua difusão.
A FCT financia actividades de investigação e desenvolvimento propostas por instituições, nomeadamente universitárias, equipas de investigação ou indivíduos, apresentadas em concursos públicos. A FCT tem, ainda, como missão promover a criação e o reforço de infra-estruturas de apoio à investigação científica e ao desenvolvimento tecnológico e a difusão e a divulgação da cultura e do conhecimento científico e tecnológico, e do ensino da ciência e da tecnologia.

FDMA – Frequency Division Multiple Access – tecnologia que divide a banda de frequência de uma rede de comunicações em vários canais, transportando cada uma chamada de voz ou dados, que é alocado exclusivamente ao cliente que está a utilizar o canal na altura.

Fibra óptica - Uma fibra óptica é um fio fino de material transparente (normalmente de vidro, por vezes de plástico) que transmite luz a longa distância. A fibra tem um núcleo central, por onde a luz é conduzida, revestido de uma ou mais bainhas transparentes, com um índice de refracção superior ao do núcleo, para impedir a passagem do feixe de luz para o exterior. A bainha é revestida com um polímero para proteger a fibra de danos.
O limite teórico (nunca atingível) da velocidade de transmissão na fibra óptica é a velocidade da luz. As velocidades reais hoje atingidas na transmissão dependem da tecnologia utilizada.
Um cabo de fibra óptica tem normalmente várias fibras.

Firewall – software de segurança informática que visa proteger contra entradas não autorizadas (intrusões) no sistema.

Flat rate – ver Tarifa Plana

FLOPS - Floating Point Operations per Second (Operações de virgula flutuante por segundo) – É uma medida da cacidade de processamento dos computadores em cálculos científicos que utilizam vígula flutuante.

Freeware – Programas informáticos que estão acessíveis na Internet sem custos. Por vezes são apenas para uso de particulares e as organizações e empresas devem pagar para os utilizar.
É preciso muito cuidado na importação de Freeware e escolher cuidadosamente os sítios Internet de onde se importam estes programas, porque com alguma frequência introduzem software espião ou de controlo dos computadores.
Não confundir com Free Software ou Software Livre.

Free Software - ver Software Livre

FTP – File Transfer Protocol – protocolo de transferência de ficheiros entre computadores ligados em rede.

FTTB – Fiber to the Building – Tecnologia que utiliza fibra óptica até à entrada do edifício e no troço final dentro do edifício utiliza outro tipo de material (par de fio de cobre, cabo coaxial ou outro)

FTTH – Fiber to the Home – Tecnologia que utiliza fibra óptica em toda a ligação até casa ou até à empresa ou organização

FTTH Council – Organização sem fins lucrativos que visa promover a utilização de fibra óptica nas ligações de banda larga.

FTTN – Fiber to the Node – Tecnologia que utiliza ligação de fibra óptica até um nó muito próximo do destino final e no troço terminal, até ao edifício e dentro do edifício, utiliza outro tipo de material (par de fio de cobre, cabo coaxial ou outro)

FWA – Fixed Wireless Access (Acesso Fixo Via Rádio) – Tecnologia alternativa à rede fixa de telecomunicações para ligações de rede fixa (telefone e Internet) sem fios a uma rede de telecomunicações. Pode ser usada, por exemplo, para dar telefone fixo a zonas rurais muito fracamente povoadas.