RIM quer cortar dois mil postos de trabalho

Publicado em 27/07/2011 00:11 em Indústria

A companhia canadiana Research in Motion (RIM), que produz os smartphones BlackBerry, anunciou que quer cortar 2 mil postos de trabalho no seu emprego global como parte de um programa de «optimização de custos».

Em simultâneo, a empresa anunciou a saída do seu administrador executivo operacional (COO), Don Morrison, há 10 anos ao serviço da RIM e que está actualmente afastado do trabalho para tratamento médico.

Em comunicado, a RIM indica que Thorsten Heins, que tem o pelouro do produto e vendas, acumulará com o cargo de COO.

A companhia revela que vai contactar ainda esta semana os trabalhadores a despedir na América do Norte e em mais alguns países.

A companhia canadiana diz que vai fazer os cortes para eliminar redundâncias e para realocar os seus recursos, focando-se nas áreas mais alinhadas com a sua estratégia e onde há maiores oportunidades de crescimento.

A RIM adianta que, depois da redução de pessoal, ficará com 17 mil trabalhadores.

Analistas prevêem que nos próximos meses estará também sob observação a estrutura de topo da companhia, em que duas pessoas ocupam em simultâneo o cargo de CEO.

São co-CEO Jim Balsillie e Mike Lazaridis, este último também presidente da multinacional..

Ainda sem comentários