Receitas da Ericsson crescem a dois dígitos

Publicado em 22/07/2011 01:37 em Indústria

O volume de negócios da multinacional sueca Ericsson cresceu a dois dígitos, com um aumento de 14% no segundo trimestre de 2011, para 54 770 milhões de coroas suecas (6 001 milhões de euros), e de 16% na primeira metade do ano, para 107 736 milhões de coroas suecas (11 804 milhões de euros).

Em comunicado de apresentação de resultados, a fabricante de equipamentos de telecomunicações revela que os seus lucros aumentaram 58,7%, para 3 216 milhões de coroas suecas (352 milhões de euros) no segundo trimestre e multiplicaram-se por 2,2 vezes no primeiro semestre, atingindo 7 296 milhões de coroas suecas (799 milhões de euros).

Os resultados operacionais aumentaram 41% no segundo trimestre, para 4 252 milhões de coroas suecas (466 milhões de euros) e mais do que duplicaram na primeira metade do ano, ascendendo a 10 083 milhões de coroas suecas (1 105 milhões de euros).

Hans Vestberg, presidente e CEO da Ericsson, citado no comunicado, assinala que o significativo aumento das vendas se deve principalmente ao continuado crescimento da procura de banda larga móvel.

Vestberg sublinha que a coroa sueca forte teve um impacto negativo nas vendas e, corrigido de flutuações cambiais, o volume de negócios cresceu 27% no segundo trimestre.

Acrescenta que, excluindo «joint ventures» (empresas comuns) do grupo, os resultados operacionais baixaram 5% devido aos custos de reestruturação, com redução do número de trabalhadores na Suécia, que custou 1 300 milhões de coroas suecas (143 milhões de euros).

O presidente e CEO da companhia sueca salientou que a actividade da Ericsson teve um crescimento particularmente forte no Brasil, China, Alemanha, Coreia do Sul e Rússia e que nos Estados Unidos manteve-se o alto nível de actividade.

Ainda sem comentários