Cisco quer reduzir 6 500 trabalhadores

Publicado em 20/07/2011 00:44 em Geral

A multinacional Cisco, líder em equipamentos e soluções para redes Internet, anunciou que pretende reduzir 6 500 trabalhadores (9% da mão-de-obra da empresa), incluindo cerca de 2 100 que aceitaram um plano de reformas antecipadas.

Em comunicados divulgados, a Cisco aponta como objectivo reduzir os seus custos em mil milhões de dólares (706 milhões de euros) no ano fiscal de 2012.

A Cisco recorda que o plano de acção que definiu visa recentrar a sua estratégia nas redes Internet, focando-se na sua carteira de produtos, simplificando as operações e alocando o capital da maneira mais produtiva possível.

A Cisco assegura que os trabalhadores afectados pela redução de emprego, que nos Estados Unidos, Canadá e nalguns países seleccionados serão notificados na primeira semana de Agosto, «serão tratados com respeito e receberão os benefícios apropriados».

A Cisco estima que os custos de reestruturação excederão a 1,3 mil milhões de dólares (cerca de 920 milhões de euros) em vários trimestres, esperando que 750 milhões de dólares (529 milhões de euros) sejam contabilizadas no quarto trimestre fiscal de 2011, incluindo os 500 milhões de dólares (353 milhões de euros) relacionados com o programa de reformas antecipadas.

A companhia anunciou que chegou a acordo com a Foxcom para comprar a fábrica de Juarez, no México, que emprega 5 mil pessoas, um «importante passo» para simplificar as operações industriais da Cisco.

Com a venda da fábrica de Juarez, que deverá passar para a Foxcom no primeiro trimestre do ano fiscal de 2012, e a redução de 6.500 empregos, o número de trabalhadores da Cisco deverá diminuir em mais de 11 mil.

A Cisco tem perdido rentabilidade nos últimos anos, facto que tem sido relacionado pelos analista com um conjunto de aquisições de empresas que actuavam fora do negócio principal da companhia.

Ainda sem comentários