Gartner prevê que vendas de PC cresçam 9,3% em 2011

Publicado em 09/06/2011 01:22 em Equipamentos

A consultora Gartner prevê um crescimento de 9,3% nas vendas de computadores pessoais em 2011, atingindo cerca de 385 milhões de unidades, abaixo da anterior projecção da consultora, de um aumento de 10,5%.

A Gartner recorda que o crescimento das vendas de PC foi dinamizado na última década pelos consumidores, observando que com o aperto nas despesas nos mercados mais maduros, devido à continuação da incerteza económica e à falta de razões que justifiquem uma substituição alargada das máquinas, as vendas de PC abrandaram e deverão mais uma vez ter o maior crescimento no segmento empresarial.

Rangil Atwal, director de pesquisa da Gartner, citado em comunicado, destaca que o interesse dos consumidores nos mini notebooks baixou claramente e a produção daquelas máquinas tem vindo a cair nos últimos trimestres.

Acrescenta que os tablet PC, em particular o iPad, tiveram também um impacto desfavorável nas vendas de computadores, porque levaram os consumidores a adiarem novas compras de portáteis para substituírem os antigos.

O director da Gartner sublinha, contudo, que a substituição directa de portáteis por tablet PC será mínima.

Atwal defende que o mercado de PC está a sofrer «profundas mudanças estruturais» e que os PC vão deixar de ser um mercado em si mesmo mas farão parte de um mercado mais alargado de dispositivos, que vai desde as televisões inteligentes até aos telemóveis.

A Gartner salienta que as empresas adiaram em anos recentes a renovação dos seus parques de computadores devido recessão ligada à crise financeira e económica, aumentando o período de utilização dos PC, mas começaram a substituir os computadores antigos e a crescente urgência de migrarem do Windows XP [para Windows 7] deverá levar a substituições significativas de máquinas neste mercado.

Ainda sem comentários