Lucros da Sonaecom subiram 67,4% no primeiro trimestre

Publicado em 30/05/2011 23:58 em Geral

A Sonaecom anunciou hoje que os seus lucros subiram 67,4% homólogos no primeiro trimestre de 2011, para 13,7 milhões de euros.

Em comunicado de apresentação de resultados publicado no sítio Internet da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a companhia indica que no mesmo período o volume de negócios caiu 3,1%, para 215,8 milhões de euros.

A diminuição do volume de negócios deve-se a uma redução de 10,2% nas vendas de equipamentos, nomeadamente com o fim do programa e.escolas, e a uma queda de 10,1% nas receitas de operadores, relacionada com menores tarifas de terminação móvel e receitas de «roaming» reguladas inferiores.

Ângelo Paupério, CEO (presidente executivo) da Sonaecom, citado no comunicado, afirma que os sólidos resultados reforçam a confiança na estratégia delineada.

Sublinha que novas medidas de austeridade foram anunciadas e que terão reflexos em todos os sectores de actividade e observa que a empresa estará em 2011 «atenta às oportunidades que possam surgir e continuamente empenhada em estabelecer a Optimus como o melhor operador integrado de telecomunicações em Portugal».

O CAPEX (despesa de capital) operacional desceu 24,3%, para 18,1 milhões de euros, com redução de 29,5% no CAPEX do negócio móvel e diminuição de 11,2% no negócio fixo.

A Sonaecom indica que o número de clientes da Optimus na área móvel cresceu 4,5% face aos três primeiros meses de 2010, para 3,61 milhões, e as receitas de clientes geradas neste segmento aumentaram 1,3%, para 115,7 milhões de euros.

As receitas de dados móveis representaram 31,2% do total no primeiro trimestre do ano, mais 1,7 pontos percentuais do que um ano antes.

No negócio fixo, o número de clientes empresariais aumentou 8,3%, para 153 mil, mas o número de acessos total baixou 14%, para 399 mil, devido à estratégia da Optimus de se focar na oferta de fibra óptica até casa no segmento residencial e abandonar a captação de clientes utilizando a infra-estrutura da Portugal Telecom, explica o comunicado.

O volume de negócios na área das comunicações de rede fixa reduziu-se 10,2%, para 54,7 milhões de euros.

O negócio da Sonaecom na área das tecnologias da informação (TI) cresceu 1,6%, para 33,0 milhões de euros, e as receitas de serviços aumentaram 14,9%, para 17,8 milhões de euros.

O emprego nas empresas de TI do grupo Sonaecom aumentou 7,1%, para 572 trabalhadores no fim de Março.

Em Março, a WeDo Technologies dispunha de mais de uma centena de clientes em 78 países e o seu negócio internacional representava 69% da sua facturação.

Ainda sem comentários