Produção mundial de servidores cresceu 8,5% no primeiro trimestre

Publicado em 28/05/2011 00:54 em Equipamentos

A produção de servidores cresceu 8,5% em número de unidades no primeiro trimestre de 2011, para 2,31 milhões de máquinas, revelou a consultora e analista de mercado Gartner, especializada em tecnologias.

Em valor, as vendas mundiais de servidores cresceram 17,3%, para 12 670,5 milhões de dólares (8 851,2 milhões de euros).

Jeffrey Hewitt, vice-presidente da consultora, salientou que se verificou um crescimento nas vendas de máquinas e na facturação em todas as regiões, com excepção do Japão.

Por tipo de servidores, as vendas dos baseados em processadores x86 aumentaram 8,6% em número de unidades e 17,5% em receitas, enquanto as de servidores RISC/Itanium cresceram 5,2% em número de máquinas e 20,7% em valor, precisou Hewitt.

Os servidores com outro tipo de processadores, que são principalmente «mainframes» (computadores de grande capacidade) tiveram um acréscimo de receitas de 19,6%, acrescentou.

A HP lidera as vendas de servidores em número de unidades (687 502, correspondentes a 29,8% do mercado) e em valor, com proveitos de 3 826,5 milhões de dólares (2 673,1 milhões de euros), 30,2% da facturação mundial.

A Dell foi a segunda empresa que mais servidores vendeu no período em análise (508 650, 22,0% do total), mas ficou em terceiro lugar em receitas, com 1 892,9 milhões de dólares (1 322,3 milhões de euros), uma quota de mercado 14,9% em valor.

A IBM surge em terceiro lugar em número de servidores vendidos (272 238), pouco mais de metade das vendas da Dell e uma quota de 11,8%. Contudo, em valor de vendas nos três primeiros meses de 2011 a IBM situou-se muito próximo da líder HP, com uma facturação neste segmento de 3 671,8 milhões de dólares (2 565,0 milhões de euros) e uma quota de mercado de 29,7%, apenas 0,5 pontos percentuais inferior à da HP.

A Fujitsu ocupou em quarto lugar em unidades vendidas (76 648, uma quota de 3,3%), ficando em quinto lugar a Oracle, com 36 795 máquinas e uma parte de 1,6% do mercado.

No entanto, em valor a situação é semelhante à que se verificou com a Dell e IBM. A Oracle ocupou o quarto lugar em receitas no segmento de servidores, com 798,6 milhões de dólares (557,9 milhões de euros) e uma quota de mercado 6,3%, e a Fujitsu não foi além dos 592,0 milhões de dólares (413,5 milhões de euros) e uma parte de 4,7% no valor deste mercado.

De salientar que, no primeiro trimestre de 2011, os cinco principais fabricantes representaram 68,6 do total de servidores vendidos no mundo mas absorveram 85,8% das receitas geradas por este negócio.

Ainda sem comentários