Samsung quer liderar mercado de smartphones em Portugal

Publicado em 27/05/2011 02:56 em Equipamentos

O responsável pela área móvel da Samsung em Portugal, Nuno Parreira, afirmou hoje que a empresa sul-coreana pretende liderar em 2011 o mercado português de smartphones e atingir uma quota de mercado de cerca de 40%.

Indicou que essa quota implicará vender entre 400 mil e 500 mil smartphones no país este ano.

Na apresentação do novo terminal Samsung Galaxy S II, que estará à venda em Portugal a 8 de Junho, Nuno Parreira disse ao Falar de Tecnologia que a empresa tem como objectivo vender no ano em curso cerca de 15 mil tablet PC e representar um terço deste mercado em Portugal.

Nuno Parreira salientou que a Samsung assumiu pela primeira vez o mercado empresarial como estratégico para o seu crescimento, tanto na área dos smartphones como dos tablet PC.

Na área dos smartphones, nomeadamente com o lançamento do Samsung Galaxy S II, a empresa tem como estratégia apresentar terminais com processadores de topo, os mais rápidos da indústria, ecrãs avançados e conteúdos que rivalizem com os disponibilizados pela Apple, apresentando preços competitivos, observou.

Nuno Parreira observou que a companhia aposta também na diferenciação pelo design e pelos materiais utilizados e numa política de disponibilizar toda a gama de acessórios desde o lançamento dos dispositivos.

O responsável da área móvel da Samsung disse ao Falar de Tecnologia que, na área dos tablet PC, o objectivo da marca é ser «o ícone» dos tablet multimédia que utilizam o sistema operativo Android, da Google.

Garantiu que há consumidores que preferem um tablet baseado na plataforma Android a um iPad, da Apple, e observou que a estratégia de preço da Samsung neste segmento, onde disponibiliza dispositivos de topo de gama, é alinhar o custo com o iPad.

Nuno Parreira indicou que até ao fim de 2011 a Samsung terá quatro tablet PC no mercado mundial, três com tecnologia móvel 3G de banda larga (HSPA) e um de quarta geração (LTE – Long Term Evolution), ainda que a Portugal, face à indefinição quanto ao LTE, apenas cheguem os três primeiros este ano.

Nuno Parreira assinalou que a companhia se focou inicialmente nas vendas nos operadores mas nos novos modelos vai apostar também nas cadeias de distribuição.

O novo smartphone Galaxy S2, hoje apresentado em Portugal, é ultra-fino (8,49 milímetros de espessura), tem um processador dual core de 1,2 gigahertz, dispõe de um ecrã de 4,3 polegadas de alto brilho e contraste, faz vídeos em HD e tem uma câmara posterior de 8 megapixel e frontal de 2 megapixel, adianta a marca.

O Samsung Galaxy S II tem um conjunto de aplicações para empresas e uma memória interna de 16 gigabytes, suportando cartões micro SD até 32 gigabytes.

Nuno Parreira indicou que aquele smartphone custará em Portugal 649 euros livre de operador e 499 euros nos operadores.

Ainda sem comentários