Autoridades Emiratos Árabes Unidos vão proibir serviços da RIM

Publicado em 19/04/2011 23:27 em Geral

A empresa canadiana Research in Motion (RIM), que produz os smartphones Blackberry, confirmou que as autoridades dos Emiratos Árabes Unidos (EAU) vão implementar no início de Maio a proibição de alguns dos serviços de email que a RIM fornece.

O regulador dos EAU deverá anunciar em breve todos os detalhes, mas uma fonte da autoridade reguladora daquele país disse ao Wall Street Journal que a restrição será aplicada a utilizadores individuais e a empresas com menos de 20 subscrições das contas do Blackberry Enterprise Server.

A mesma fonte acrescentou que o maior operador do País (Etisalat) já alertou os seus clientes para a entrada em vigor a 1 de Maio dos novos regulamentos.

A fabricante canadiana assegurou ao jornal económico norte americano que a proibição não é limitada aos serviços Blackberry e que a autoridade de regulação garantiu à RIM que o regulamento se aplica a todos os fornecedores de soluções empresariais.

A RIM tinha já chegado em 2010 a um acordo com o governo dos EAU, que pretendia suspender os serviços de email e Messenger da empresa.

O que terá desencadeado as novas medidas das autoridades dos EAU terá sido a organização de manifestações por todo o Médio Oriente e Norte de África que poderão ter sido coordenadas com utilização de serviços privados de comunicações.

Ainda sem comentários