Mercado português de telemóveis cresceu 8,7% em 2010

Publicado em 16/03/2011 16:07 em Equipamentos

O mercado português de telemóveis cresceu 8,7% no ano passado, para 6,101 milhões de unidades, dinamizado pelo crescimento de 92,8% nas vendas de smartphones, indicou a consultora especializada em tecnologias e comunicações IDC.

O número de smartphones vendidos em 2010 em Portugal atingiu 1,151 milhões.

A IDC salienta, contudo, que o quarto trimestre do ano passado ficou marcado por uma queda de 6,7% nas vendas, apesar de as de smartphones mais do que terem duplicado, e a consultora admite que se trata de uma antecipação da tendência de 2011, em que antevê uma queda de vendas de 4%.

No quarto trimestre de 2010 as vendas de telefones tradicionais caíram 23% homólogos, adianta a IDC, observando que a forte redução do preço dos smartphones tem levado um número crescente de consumidores a optar por este segmento.

A IDC salienta que mais de um quarto (26%) das vendas de 2010 em Portugal, num total de 1,6 milhões de terminais, se destinou a reexportação, através de operadores económicos que se dedicam a comprar telefones em promoção para os exportarem para outros mercados onde os vendem com preços superiores.

As marcas próprias dos operadores de telecomunicações, vendidas a mais baixo preço, atrai cada vez mais os consumidores e a marca Vodafone ocupou em 2010 o terceiro lugar do mercado, com uma quota de mercado de cerca de 10%, a seguir à Nokia (quota de 37%) e Samsung (30%).

No segmento de smartphones, a Nokia também lidera o mercado nacional, com uma quota de 42% no ano passado (menos 20 pontos percentuais do que em 2009), seguida pela Research in Motion (RIM, que produz a marca Blackberry), com uma quota de 11%, e pela Samsung (8% de quota).

A IDC salienta que o bom desempenho dos iPhone, da Apple, da RIM e dos telemóveis com sistema operativo Android, da Google, tem afectado as vendas de smartphones da Nokia.

O mercado português de telemóveis cresceu 8,7% no ano passado, para 6,101 milhões de unidades, dinamizado pelo crescimento de 92,8% nas vendas de smartphones, indicou a consultora especializada em tecnologias e comunicações IDC.

O número de smartphones vendidos em 2010 em Portugal atingiu 1,151 milhões.

A IDC salienta, contudo, que o quarto trimestre do ano passado ficou marcado por uma queda de 6,7% nas vendas, apesar de as de smartphones mais do que terem duplicado, e a consultora admite que se trata de uma antecipação da tendência de 2011, em que antevê uma queda de vendas de 4%.

No quarto trimestre de 2010 as vendas de telefones tradicionais caíram 23% homólogos, adianta a IDC, observando que a forte redução do preço dos smartphones tem levado um número crescente de consumidores a optar por este segmento.

A IDC salienta que mais de um quarto (26%) das vendas de 2010 em Portugal, num total de 1,6 milhões de terminais, se destinou a reexportação, através de operadores económicos que se dedicam a comprar telefones em promoção para os exportarem para outros mercados onde os vendem com preços superiores.

As marcas próprias dos operadores de telecomunicações, vendidas a mais baixo preço, atrai cada vez mais os consumidores e a marca Vodafone ocupou em 2010 o terceiro lugar do mercado, com uma quota de mercado de cerca de 10%, a seguir à Nokia (quota de 37%) e Samsung (30%).

No segmento de smartphones, a Nokia também lidera o mercado nacional, com uma quota de 42% no ano passado (menos 20 pontos percentuais do que em 2009), seguida pela Research in Motion (RIM, que produz a marca Blackberry), com uma quota de 11%, e pela Samsung (8% de quota).

A IDC salienta que o bom desempenho dos iPhone, da Apple, da RIM e dos telemóveis com sistema operativo Android, da Google, tem afectado as vendas de smartphones da Nokia.

Ainda sem comentários