Microsoft destaca êxitos da loja on-line do Windows Phone 7

Publicado em 12/03/2011 00:04 em Geral

A Microsoft apresentou uma análise actualizada do êxito do Windows Phone 7 Marketplace, a sua loja online de aplicações para aquele sistema operativo móvel, afirmando que teve «resultados fortes em várias áreas».

A Microsoft afirma que os boins resultados abrangem desde o número de aplicações para Windows Phone 7 disponíveis até à popularidade das ferramentas.

Todd Brix, director sénior da Microsoft para a Gestão de Produtos Windows Phone 7, afirmou no blogue oficial da companhia que a loja on-line oferece actualmente mais de 9 mil aplicações e jogos de qualidade, surgindo diariamente, em média, uma centena de novas aplicações.

Esta análise surge quando a Microsoft lançou o «Global Publisher Program», que visa facilitar aos desenvolvedores de programas de todo o mundo a disponibilização de novas aplicações para Windows Phone 7.

Todd Brix salienta que as aplicações on-line pagas que incluem uma versão de teste têm 70 vezes mais downloads do que as que não dispõem dessa facilidade e que um em cada 10 dos que testam a aplicação acabam por a comprar, mais de metade dos quais no espaço de um dia.

Acrescenta que as aplicações com possibilidades de serem testadas geram cerca de 10 vezes mais receitas do que as que só estão disponíveis para compra imediata.

O jornal económico norte-americano Wall Street Journal anunciou entretanto que a Microsoft deverá pagar mil milhões de dólares (720 milhões de euros) à Nokia pela criação de dispositivos Windows Phone, como parte da aliança entre as duas multinacionais anunciada em Fevereiro passado.

Esta verba servirá para subsidiar as actividades de investigação e desenvolvimento da Nokia por um período de cinco anos e será útil à multinacional finlandesa para reduzir custos associados à chegada ao mercado dos seus produtos, segundo o jornal.

Por sua vez, a Nokia pagará à Microsoft uma licença por cada smartphone que utilize o Windows Phone 7.

O Wall Street Journal garante que o contrato final entre as duas companhias ainda não foi assinado e que as duas multinacionais partilharão mais detalhes sobre o contrato quando este for assinado.

Ainda sem comentários