HP e Microsoft reforçam parceria nas «cloud privadas» em Portugal

Publicado em 04/03/2011 01:00 em Geral

A HP e a Microsoft anunciaram hoje o reforço em Portugal da parceria internacional anunciada em Novembro de 2010 para investimentos conjuntos para suporte ao «cloud computing» (computação em núvem) e disponibilização de soluções de «cloud privada».

A «cloud privada» traduz-se no fornecimento de serviços de computação em núvem à medida para as necessidades de determinada organização.

Em conferência de imprensa em que participaram a directora-geral Microsoft Portugal, Cláudia Goya, e o director-geral da HP Portugal, Carlos Janicas, responsáveis das duas empresas salientaram que a HP disponibiliza tecnologia na área do hardware , incluindo o sistema HP BladeSystem Matrix, e a Microsoft o software para cloud, com uma oferta tecnológica e de serviços baseada em arquitecturas de referência.

Cláudia Goya destacou que as duas empresas estão preparadas para disponibilizar em Portugal aplicações, infra-estruturas e serviços conjuntos para que os clientes possam flexibilizar as tecnologias de informação (TI) e reduzir os seus custos operacionais com tecnologia.

Carlos Leite, director da HP, indicou que alguns consultores estimam que os ganhos de eficiência com as soluções de computação em núvem permitam reduções de custos de 30% a 50% em três anos.

Cláudia Goya salientou que se prevê que em 2014 metade dos dispositivos empresariais serão móveis, adiantou que a utilização das infra estruturas tecnológicas das empresas é baixa ( em média 85% da capacidade dos data centers está inactiva) e que 70% do orçamento de TI das organizações vai para operações de manutenção.

Carlos Janicas defendeu que a inovação permanente é um garante para a sobrevivência das organizações e requer tecnoilogias mais completas e integradas.

Observou que a HP e a Microsoft operacionalizam a parceria no cloud computing adaptando as suas soluções às necessidades específicas dos clientes e às suas estratégias.

A parceria entre as duas empresas prevê um investimento conjunto de 250 milhões de euros em três anos, para disponibilizar ao mercado uma oferta integrada.

Carlos Janicas disse ao Falar de Tecnologia que as soluções de cloud privada estão viradas para grandes e médias empresas e para instituições públicas e têm como objectivo garantir serviços de TI flexíveis, seguros e disponíveis com custos mais competitivos.

Salientou que as empresas concorrem hoje em ambientes globais, têm de responder a fornecedores e clientes de todo o mundo e precisam de ferramentas que permitam gerir com flexibilidade e segurança as suas necessidades de expansão.

Carlos Janicas e Luís Azeredo, director da Microsoft, salientaram que esta parceria tanto pode servir para montar uma solução cloud no data center de um cliente final como pode ser instalada num operador de telecomunicações que quer vender serviços de cloud computing aos seus clientes empresariais.

Ainda sem comentários