Mercado das TIC vai estabilizar em 2010 na UE

Publicado em 30/03/2010 13:08 em Geral

O mercado das tecnologias da informação e comunicações (TIC) na União Europeia (UE) vai praticamente estabilizar em 2010, com uma ligeira quebra de 0,5%, para valer 714 mil milhões de euros, segundo um relatório do Observatório Europeu de Tecnologias da Informação (EITO).



O EITO estima que em 2009 o mercado de produtos e serviços de TIC na UE valerá 718 mil milhões de euros, uma queda de 2,2%.



Aquela organização prevê que o mercado de tecnologias da informação (TI) da UE, que inclui hardware, software e serviços de TI, crescerá 0,6% e ultrapassará os 300 mil milhões de euros.



Depois de um aumento de mais de 3% em 2008, o mercado de TI deverá cair 2,6% em 2009, para um montante de 299 mil milhões de dólares.



O relatório salienta que os sectores mais afectados pela crise financeira recuaram nas suas intenções de investimento em novos projectos de tecnologias da informação, visando cortar nos custos.



Contrariando a tendência geral, as receitas geradas pelos serviços de outsourcing de TI na União Europeia deverão crescer 4% em 2009, para atingir os 66 mil milhões de euros.



O sector de telecomunicações da União Europeia deverá apresentar em 2009 uma queda moderada, de 0,7%, ficando nos 361 mil milões de euros, indica o EITO.



Aquele observatório prevê que os serviços de telecomunicações da UE estabilizem nos 295 mil milhões de euros este ano, observando que a redução verificada na voz, particularmente na rede fixa, foi compensada pela explosão dos serviços de dados, que reanimou o mercado.



As vendas da indústria de telecomunicações, que envolve produtos como telemóveis e acessórios e infra-estruturas de redes, deverão cair 4% no ano em curso, para 66 mil milhões de euros.



O mercado de electrónica de consumo será o mais afectado pela crise em 2009, com as receitas a caírem 8%, para 58,5 mil milhôes de euros, um resultado que decorre também da queda de preços de produtos como as televisões de ecrã plano, câmaras digitais e sistemas de navegação.

Ainda sem comentários