763 milhões de clientes de banda larga em 2010

Publicado em 12/01/2011 22:06 em Geral

As necessidades de acesso à Internet a alta velocidade explica o rápido crescimento do número de clientes de banda larga no mundo, que ascendeu a 763 milhões no fim de 2010, dos quais 371 milhões com DSL (tecnologia de banda larga sobre o par de fios telefónicos de cobre), segundo estimativas da consultora tecnológica In Stat.

A procura crescente na Internet de aplicações exigentes em largura de banda, como o visionamento de vídeos online, downloads de música ou telefonia sobre protocolo Internet (IP), conduziram a uma procura crescente de Internet de alta velocidade.

O relatório da In-Stat indica que entre 2007 e 2009 a procura de banda larga cresceu a um ritmo de 25% ao ano, mas a consultora prevê que, à medida que os mercados mais desenvolvidos atinjam a maturidade, o crescimento abrande, quedando-se pelos 10% em 2014.

Os Estados Unidos tinham 179 milhões de subscritores de banda larga no fim de 2010, adianta.

A In-Stat salienta que mais de três quartos dos clientes de banda larga com ligações de fibra óptica até casa do cliente (FttH) residem na região Ásia/Pacífico e os Estados Unidos são o maior mercado de banda larga por cabo, prevendo-se que em 2014 tenham 57 milhões de clientes com «cable modem».

A In-Stat destaca, ainda, o forte crescimento dos subscritores de banda larga móvel, que deverão continuar a aumentar com a expansão dos serviços de terceira e de quarta geração.

A multinacional sueca fabricante de equipamentos para redes de telecomunicações Ericsson prevê que o número de clientes de banda larga móvel atinja os mil milhões no fim de 2011, duplicando o número do ano que findou.

As previsões da Ericsson de cerca de 500 milhões de clientes de banda larga móvel em 2010 não são consistentes com o estudo da In-Stat.

A Ericsson afirma que a região Ásia/Pacífico terá em 2011 cerca de 400 milhões de subscritores de banda larga móvel, enquanto a Europa Ocidental e a América do Norte (estados Unidos e Canadá) terão mais de 200 milhões cada.

Um crescimento relacionado com a rápida expansão dos smartphones, que se verificou em 2010 e deverá continuar, e a explosão de tablet PC que se prevê para o ano em curso.

A Ericsson acredita que em 2015 o número de utilizadores de banda larga móvel exceda os 3,8 mil milhões.

Ainda sem comentários