Oracle Portugal cresceu a quase a dois dígitos no IV trimestre fiscal

Publicado em 10/07/2019 22:17 em Empresas

O volume de negócios da Oracle Portugal cresceu a quase a dois dígitos no último trimestre do ano fiscal 2019, terminado em 31 de Maio, revelou o director-geral em Portugal, Bruno Morais.

Em encontro com a imprensa, o responsável nacional da Oracle indicou que a aceleração das empresas portuguesas na transformação digital explica essa progressão, sendo as tecnologias cloud (computação na nuvem) a área que mais cresceu.

A adopção da cloud está a acelerar porque as empresas perceberam que a computação na nuvem é um facilitador da transformação digital, acrescentou.

Bruno Morais sublinhou a importância do acordo da parceria da Oracle para a interligação dos centros de dados das duas multinacionais porque os clientes são multi cloud, uma empresa pode ter tecnologia Oracle e utilizar o Microsoft Azure e a parceria torna mais fácil e rápida a conjugação dessas tecnologias.

O director-geral indicou que a Oracle Portugal teve no ano fiscal passado um bom desempenho no sector Público e está a participar no esforço de melhoria dos serviços digitais da Administração Pública para os cidadãos.

Adiantou que o sector das “utilities” correu muito bem, tal como o sector financeiro e as telecomunicações, e que o sector de transportes e linhas aéreas estão igualmente a investir na transformação digital.

A multinacional Oracle anunciou recentemente que no ano fiscal de 2019 facturou 39 506 milhões de dólares, um crescimento de 3% a taxa de câmbio constante, com crescimentos de 4% na área de computação na nuvem e reduções de facturação no hardware e serviços.

A multinacional apresentou no último ano fiscal um resultado operacional de 13 535 milhões de dólares e lucros de 11 083 milhões de dólares.

Bruno Morais precisou que as áreas de ERP - gestão de recursos empresariais e de recursos humanos cresceram muito e que a Oracle está também fortíssima na área de Autonomous Database.

Ainda sem comentários