Intel com lucros e facturação recordes em 2018

Publicado em 29/01/2019 23:07 em Indústria TI

A Intel anunciou um volume de negócios recorde de 70 848 milhões de dólares (62 264 milhões de euros) no ano fiscal terminado a 29 de Dezembro, um aumento de 13%, e uma quase duplicação dos lucros, para 21 053 milhões de dólares (18 502 milhões de euros), os maiores resultados líquidos de sempre.

Em comunicado de resultados, a companhia fabricante de semicondutores, líder no negócio de processadores para computadores e servidores, anunciou resultados operacionais de 23 316 milhões de dólares (20 441 milhões de euros), um aumento homólogo de 29,2%.

No ano fiscal terminado a 29 de Dezembro, a Intel investiu 13 543 milhões de dólares (11 902 milhões de euros) em investigação e desenvolvimento (I&D), um acréscimo de 3,9%.

Bob Swan, administrador executivo com a área financeira (CFO) e presidente executivo (CEO) interino, citado no comunicado, sublinha que 2018 foi um ano verdadeiramente notável para a Intel, com recordes de resultados em todos os segmentos de negócio.

Indica que a Intel aponta para o fabrico dos novos chips de 10 nanometros e espera para o ano fiscal em curso novos recordes de facturação.

O negócio da área de computadores da Intel cresceu 9% no ano fiscal findo e nas áreas de negócios centrados nos dados aumentaram 20%.

Para o ano fiscal de 2019, a multinacional espera atingir novo recorde de receitas, com cerca de 71,5 mil milhões de dólares (62,5 mil milhões de euros) de facturação e despesas de capital de 15,5 mil milhões de dólares (13.6 mil milhões de euros).

Ainda sem comentários