Fotos permitem reconhecimento facial em smartphones

Publicado em 24/01/2019 00:34 em Equipamentos

Um texto de John Dunn publicado no blogue da empresa britânica de segurança informática Sophos, que cita a organização de consumidores alemã Consumentenbond, indica que várias dezenas de modelos Android podem ser desbloqueados com uma fotografia do dono do dispositivo.

Adianta que os investigadores da organização de consumidores testaram 110 smartphones e foi possível desbloquear o dispositivo com fotografias em 42 dos modelos testados.

Dunn sublinha que a Consumentenbond não dá muitos pormenores da metodologia dos testes, mas aparentemente as fotos não eram de alta resolução, podendo servir fotografias retiradas de redes sociais ou selfies tiradas noutros dispositivos.

Acrescenta que a boa notícia é a de que pelo menos 68 dispositivos, incluindo os iPhones com reconhecimento facial, mas também modelos de gama alta da Samsung, Huawei, One Plus e Honor resistem àquele tipo de ataque.

Curiosamente, muitos dos modelos que falharam eram de marcas com smartphones que passaram o teste, incluindo Asus, Huawei, Lenovo/Motorola, LG, Nokia, Samsung, BlackBerry e Xiaomi mas, no caso da Sony, todos os modelos testados falharam.

Um modelo da Honor e seis da LG apenas passaram o teste quando postos em modo «strict», acrescenta a notícia.

Sem surpresas, os modelos mais caros tiveram mais êxito no teste do que os mais baratos, mas nem todos: o Sony Xperia XZ2 Premium (versão dos Estados Unidos), com um preço de mil dólares, não passou no teste.

John Dunn considera que a Apple fez um bom negócio com a sua tecnologia de reconhecimento facial nos iPhone X, XR e XS, modelos premium que precisavam de justificar os elevados preços, com uma estratégia de que o reconhecimento facial era um instrumento conveniente para os utilizadores, mas também o começo do desenvolvimento de sistemas mais sofisticados de identificação dos utilizadores.

A Apple diz que a hipótese de uma pessoa ao acaso conseguir desbloquear um iPhone com reconhecimento facial não ultrapassa um num milhão, acrescenta.

John Dunn considera que, apesar de haver alegações de que é possível desbloquear iPhones com uma máscara 3D naturalística, mesmo os Android mais caros ficam aquém dos modelos iPhone.

Ainda sem comentários