Arte, cultura e património de Portugal na Internet com Google

Publicado em 15/01/2019 23:32 em Internet

A arte, a cultura e o património portugueses vão estar disponíveis na Internet em imagens com alta ou muito alta resolução no Google Arts & Culture, onde não faltam a pintura, a azulejaria, a arquitectura, o teatro, ou a música.

Responsáveis do Google e dos organismos oficiais portugueses da cultura apresentaram hoje a iniciativa, que se insere no Google Arts & Culture, que abrange já mais de 80 países, e que para já inclui mais de 3 mil imagens de obras de arte e artefactos portugueses, mais de mil obras de arte captadas em super alta resolução (da ordem dos milhares de milhões de píxeis), 60 exposições de arte e 18 “tours” de realidade virtual, imagens de monumentos, entre outros.

Na cerimónia de apresentação da iniciativa, que decorreu no Museu dos Coches, o Director-geral do Google em Portugal, Bernardo Correia, considerou que este é um dia especial para a Google no país porque esta é a primeira geração da humanidade capaz de preservar duradouramente tudo o que se fez para trás.

Recordou que estúdios de Hollywood tinham fotos e filmes inéditos que desapareceram num incêndio, tal como aconteceu com um espólio único do Museu Nacional do Brasil, que em ambos os casos poderiam ser preservados digitalmente para as gerações futuras.

Bernardo Correia recordou que o Google tem vários projectos em Portugal, para os quais disponibilizou cerca de 7 milhões de euros, e defendeu que Portugal tem condições para se tornar uma potência digital na Europa e no mundo.

Helena Martins, directora de políticas públicas da Google Portugal, assinalou que a companhia está a disponibilizar de forma gratuita uma tecnologia pensada para o sector cultural, desenvolvendo inovações que facilitam o acesso à cultura.

Salientou que em Portugal se verificou a inovação de a captação de imagens de alta definição, geralmente realizada por pessoas do Google, ter nalguns casos e pela primeira vez sido feitas por pessoas das instituições culturais nacionais

O projecto Google Arts & Culture iniciou-se há sete anos e passa por parcerias com mais de 1800 instituições culturais de oito dezenas de países, reunindo mais de 6 milhões de fotografias, vídeos manuscritos e outros documentos, mais de 7 mil exposições disponíveis na plataforma Internet do Google Arts & Culture, e incluindo mais de 5 mil imagens de obras de arte de todo o mundo em ultra alta resolução.

A organização acrescenta que há mensalmente no motor de busca Google mais de 500 milhões de pesquisas relacionadas com arte.

Amit Sood, director do Google Cultural Institute, destacou que aquele instituto é uma organização sem fins lucrativos que permite tornar acessível a todos, em qualquer lugar e gratuitamente a cultura mundial e o património, além de explicar o seu enquadramento.

Amit Sood observou que o Google Arts & Culture permite reunir (virtualmente) pinturas e outras obras de autores célebres que estão de facto espalhadas por diferentes países e locais do mundo, dando o exemplo da obra de Vermeer.

Destacou a tecnologia que torna isso possível, que passou por desenvolvimentos como a Art Camera, uma câmara robot que capta imagens de milhares de milhões de píxeis e pode revelar pequenos detalhes das obras de arte praticamente invisíveis ao olho humano.

É também o caso do Google Cardboard, que dá acesso à realidade virtual de forma simples e divertida, segundo a companhia.

Ainda sem comentários