Portugal na cauda da UE em famílias com Internet doméstica

Publicado em 30/03/2010 13:02 em Particulares

Menos de metade das famílias portuguesas (48%) tinham acesso a Internet em casa em 2009, muito abaixo da média da UE (quase dois terços com acesso) e o quarto pior país dos 27 neste domínio, segundo o Departamento de Estatísticas das Comunidades Europeias (Eurostat).



Pior do que Portugal na União Europeia (UE), apenas a Bulgária, onde só 30% das famílias tinham Internet em casa, e a Grécia e a Roménia, em ambos os casos com 38%.



Os países onde mais famílias têm acesso à Internet em casa são a Holanda (90%), o Luxemburgo (87%), a Suécia (86%) e a Dinamarca (83%). No espaço económico europeu (EEE), 90% das famílias islandesas e 86% das norueguesas têm Internet no lar,revela o Eurostat.



Já em relação à percentagem de famílias com Internet de banda larga em casa, a posição nacional é um pouco menos má, mas o Eurostat indica que 21 dos 27 Estados membros da UE estão melhor do que Portugal, onde 46% das famílias têm ligações Internet de banda larga domésticas.



A média de famílias da União Europeia com banda larga no lar é de 56%.



Pior do que Portugal só a Roménia (24%), Bulgária (26%), Grécia (33%), Itália (39%) e Eslováquia (42%).



A liderar a UE no indicador de banda larga doméstica surgem a Suécia (80%), a Holanda (77%), a Dinamarca (76%), a Finlândia (74%) e o Luxemburgo (71%), segundo o Eurostat, Os dois países nórdicos da EEE têm taxas de penetração da banda larga de 87%, no caso da Islândia, e de 78%, na Noruega.



Em Portugal, 71% dos jovens dos 16 aos 24 anos utilizam diariamente a Internet (73% em média na UE) e 33% dos habitantes dos 16 aos 74 anos consultam a Internet pelo menos uma vez por dia (48% na UE).

Ainda sem comentários