Facturação e lucros da Glintt subiram em 2017

Publicado em 17/03/2018 22:29 em Empresas

A Glintt, tecnológica do grupo Associação Nacional de Farmácias (ANF), anunciou sexta-feira que o seu volume de negócios cresceu 7,4% no ano passado, ficando ligeiramente acima dos 71 milhões de euros, precisa.

As vendas aumentaram 16,3%, para 14,62 milhões de euros, e as receitas de prestação de serviços subiram 5,4%, para 56,388 milhões de euros.

Em comunicado de resultados, a Glintt indica que os seus lucros aumentaram 32,6% em 2017, atingindo 508 mil euros, enquanto o Resultado Operacional Bruto (EBITDA) foi de 6,2 milhões de euros.

A companhia assinala que no contexto da reorientação estratégica que tem vindo a prosseguir, de maior enfoque na saúde e em áreas de maior valor acrescentado, descontinuou operações na Polónia e Angola.

A tecnológica indica a actividade internacional cresceu 3% no ano passado e representou 28% da facturação global da Glintt, com destaque para o mercado espanhol, que cresceu 23%.

Adianta que a facturação no Reino Unido, Irlanda, Angola e Brasil desceu face a 2016, essencialmente devido a um ajustamento da oferta da empresa naqueles mercados.

A tecnológica destaca que continua a investir fortemente na captação, desenvolvimento e retenção dos melhores quadros técnicos e tem vindo a introduzir alterações na política de compensações, principalmente na componente variável. Observa que esta estratégia conjugada com o investimento na formação de trabalhadores explica o aumento de 7,2% nos custos com pessoal.

Para 2018, a Glintt prevê manter a sua estratégia de crescimento orgânico com foco na oferta, que deverá ser cada vez mais centrada nos clientes e no recurso às melhores tecnologias e soluções mais inovadoras, e no crescimento inorgânico, alavancado por acordos e parcerias.

Ainda sem comentários