Berg diz que dispositivos IoT móveis aumentaram 56% em 2017

Publicado em 17/01/2018 00:02 em Internet

A consultora e analista de mercados Berg Insight estima que o número de dispositivos de Internet das Coisas (IoT, na sigla inglesa) ligados a redes celulares móveis cresceu 56% no ano passado e ascendeu a 647,5 milhões, cerca de 8% do total de clientes de redes móveis.

A consultora estima que até ao fim de 2022 o número de dispositivos IoT ligados a redes móveis ultrapasse 2 700 milhões, um crescimento médio anual acumulado (CAGR) de 33,1%.

A analista estima que no mesmo período as receitas das redes móveis com subscrições para IoT cresçam a um CAGR de 27,3%, de 6,3 mil milhões de euros em 2017 para 21,2 mil milhões de euros em 2022.

A Berg refere que estas projecções reflectem já a política do governo chinês de acelerar a adopção do IoT para aquele país atingir o ambicioso objectivo de chegar a 2020 com 600 milhões de subscrições móveis de Internet das Coisas, o que é compatível com o crescimento de quase 100% (quase duplicação) verificado no ano passado.

A Berg Insight afirma que a próxima onda de adopção do IoT celular está focada na adopção de novos segmentos verticais como as cidades e infra-estruturas inteligentes, as cadeias de fornecimento industrial inteligentes, e produtos de consumo ligados à rede móvel.

Ainda sem comentários