Vendas da Nokia baixaram, prejuízos subiram até Setembro

Publicado em 28/10/2017 01:30 em Indústria

A multinacional fabricante de equipamentos e soluções de redes de telecomunicações Nokia anunciou que as suas vendas baixaram 3% homólogos nos três primeiros trimestres do ano, para 14 696 milhões de euros.

As receitas das redes de banda ultra larga caíram 9% nos primeiros nove meses de 2017 e apenas a Nokia Technologies, que detém a carteira de patentes da companhia finlandesa, facturou mais 48%, atingindo 1099 milhões de euros.

Nos nove primeiros do ano os prejuízos operacionais melhoraram 72%, reduzindo os resultados operacionais negativos para 403 milhões de euros, indicou a multinacional finlandesa.

A companhia indicou que nos três primeiros trimestres teve prejuízos de 1058 milhões de euros, ainda assim um desagravamento face a igual período do ano passado.

Rajeev Suri, presidente e CEO da Nokia, citado em comunicado, indica que a administração da multinacional está empenhada em voltar a pôr as coisas nos carris, garante que já se vêem melhorias significativas e destaca a envolvente «muito desafiante» no negócio de redes de telecomunicações.

Acrescenta que a gestão mantém o objectivo de poupanças de 1,2 mil milhões de euros previsto no plano de redução de custos para 2018, apesar do investimento adicional necessário na área de redes móveis.

Ainda sem comentários