iRobot apresenta robot de aspiração que recarrega sozinho

Publicado em 27/10/2017 23:09 em Electrónica de Consumo

A iRobot, companhia norte-americana que produz robots de aspiração, fez a sua primeira apresentação da marca em Portugal e anunciou o aspirador autónomo que recarrega sozinho, o Roomba 980.

Na apresentação à imprensa, Antoine Garcia, gestor de produto, afirmou que a gama Roomba, que actualmente inclui o 696, o 896 e o 980, tem um conjunto completo de sensores para se deslocar pela casa, sensores avançados que detectam sujidade, pó, cabelos ou pelos para ter a certeza de que tudo é removido, e limpa lixo dos cantos e rente às paredes ou rodapés.

Indicou que os modelos Roomba navegam entre obstáculos, como pés de cadeira, e têm um sistema de localização visual que permite limpar um piso inteiro.

Antoine Garcia indicou que os modelos 898 e 980 podem ser controlados a partir da aplicação iRobot Home que permite controlar o Roomba a partir do smartphone e agendar remotamente limpezas.

Acrescentou que o robot emite notificações para o smartphone quando a limpeza acaba ou quando se verificou um erro e permite a correcção remota de um eventual erro.

O Roomba 980, além de ter mais tempo de autonomia de bateria, ter maior potência de sucção e filtro de alta eficiência contra partículas alergénicas e ácaros, produz para a aplicação relatórios da limpeza e pode mostrar o mapa do que foi limpo e quando a bateria fica fraca dirige-se à base de carregamento, carrega e recomeça a limpeza no ponto em que interrompeu, indicou Garcia.

José Silva, director de vendas da marca em Portugal, revelou que o Roomba 896 já está à venda em Portugal por 729 euros e o Roomba 980 chegará com um preço recomendado de 1099 euros.

José Silva disse que este foi o primeiro evento da marca em Portugal, país onde antes tinha um representante.

O director de vendas da filial em Portugal disse que a iRobot foi fundada em 1990, dedicada à produção de robots de aspiração e para uso militar, tem sede nos Estados Unidos, em Bedford, e filiais em vários países europeus, entre os quais Portugal e produz a gama Roomba desde 2002.

Precisou que a companhia é líder mundial em robots de aspiração, já vendeu mais de 20 milhões de unidades, emprega mais de 600 pessoas e facturou 661 milhões de euros em 2016.

Ainda sem comentários