Base instalada robots serviços deve multiplicar-se por 8,9 numa década

Base instalada robots serviços deve multiplicar-se por 8,9 numa décadaPublicado em 21/10/2017 01:19 em Outras Tecnologias

A base instalada mundial de robots de serviços deverá multiplicar-se por 8,9 numa década, para atingir 264,3 milhões em 2026, prevê a consultora e analista Berg Insight.

A Berg estima que no fim de 2016 o número de robots de serviços atingiu 29,6 milhões, com o segmento de robots de limpeza do chão a atingir 80% do total , com um parque estimado de 23,8 milhões de unidades.

A consultora estima que a taxa de crescimento média anual acumulada (CAGR) dos robots de serviços entre 2016 e 2026 será de 24%.

Os segundo e terceiro maiores segmentos de robots de serviços são os veículos aéreos não tripulados, que inclui os drones, com cerca de 4 milhões de unidades, e as máquinas corta relvas automáticas, que representavam no fim do ano passado cerca de 1,6 milhões, indica a Berg Insight.

Outras áreas da robótica de serviços incluem os veículos com condução autónoma, robots de companhia e robots humanóides, entre outras.

Egil Edvardsen, analista de IoT (Internet das Coisas) da Berg, sublinha que o rápido desenvolvimento e o crescimento do interesse pelos robots de serviços é em grande medida devido a start-ups inovadoras e com sucesso, mas também grandes companhias estão a investir crescentemente nesta área, quer através de investigação e desenvolvimento interno, quer através da compra de start-ups daquela área.

Acrescenta que já hoje robots de serviços domésticos ajudam as pessoas a limpar as duas casas e no futuro pode esperar-se que surjam robots domésticos com maiores sofisticação e capacidades, tal como robots para apoio a idosos e a deficientes físicos e para entretenimento e educação.

O analista da Berg Carl Johnsson prevê que os robots com aplicações profissionais terão no futuro um grande impacto em sectores como a agricultura, a saúde, a logística e as relações públicas e salienta que a sua importância económica está a crescer.

Ainda sem comentários