Vendas PC caíram 4,3% segundo trimestre – Gartner

Vendas PC caíram 4,3% segundo trimestre – GartnerPublicado em 10/08/2017 13:58 em Equipamentos

A consultora e analista de mercados Gartner estima que as vendas de computadores pessoais (PC) caíram 4,3% no segundo trimestre de 2017, para menos de 61,11 milhões de unidades, de acordo com resultados preliminares.

A Gartner sublinha que a indústria de PC enfrenta cinco anos de quebra de vendas e que o segundo trimestre de 2017 marca 11 trimestres consecutivos de redução de vendas e teve o pior comportamento trimestral desde 2007.

Mikako Kitagawa, analista principal da Gartner, considera que o aumento de preço dos PC, devido ao encarecimento das memórias DRAM, dos discos Solid State Drive (SSD) e dos painéis de monitores LCD, teve um impacto desfavorável significativo na procura de PC no segundo trimestre de 2017.

Acrescenta que os fabricantes adoptaram estratégias diferentes, com alguns a absorverem o aumento de preço dos componentes nos seus custos e a manterem os preços e outros a fazerem-no repercutir nos utilizadores finais.

Contudo, no segmento empresarial os preços cresceram mais moderadamente, especialmente para as grandes empresas onde tipicamente as compras se fazem em pacote com base num contracto, muitas vezes trimestral ou mesmo anual, indica Kitagawa.

Observa que no mercado de consumo, em que os aumentos de preços têm maior impacto nos hábitos de consumo, muitos consumidores estão a adiar as compras até que os preços baixem.

No segundo trimestre, a HP recuperou a liderança do mercado mundial, com 12,69 milhões (mais 3,3% homólogos) de unidades vendidas e uma quota de 20,8% do mercado, ultrapassando a chinesa Lenovo que no mesmo período de 2016 liderou as vendas mas sofreu em 2017 uma queda homóloga de 8,4% e vendeu 12,188 milhões de PC, ficando com um peso de 19,9% no mercado.

Em terceiro lugar surge a Dell, cujas vendas cresceram pelo quinto trimestre consecutivo, com quase 9,56 milhões de unidades vendidas e uma quota de 15,6%, seguida da Apple, que ultrapassou a Asus e a Acer, com 4,236 milhões (menos 0,4%) de PC e uma quota de 6,9%.

Em quinto lugar surge a Asus, que vendeu 4,036 milhões de PC (menos 10,3% homólogos) e representa 6,6% do mercado e em sexto o Acer Group, com vendas de 3,85 milhões de unidades (menos 12,5%) que lhe conferem um peso de 6,3% no mercado mundial.

As seis principais marcas representaram no segundo trimestre mais de três quartos do total das vendas mundiais e as três maiores (HP, Lenovo e Dell) mais de 56%.

Ainda sem comentários