Receitas e lucros da Apple cresceram III trimestre fiscal

Receitas e lucros da Apple cresceram III trimestre fiscalPublicado em 02/08/2017 15:40 em Indústria

A Apple anunciou que as suas receitas cresceram 7% no terceiro trimestre fiscal, terminado a 1 de Julho, para 45 408 milhões de dólares (38 402 milhões de euros).

Em comunicado de resultados, a Apple indica que os seus lucros aumentaram 18,2% homólogos (face ao mesmo período do ano passado) no terceiro trimestre fiscal, para 8717 milhões de dólares (914 milhões de euros), e os resultados operacionais progrediram 6,6%, para 10 768 milhões de dólares (9101 milhões de euros).

Revela que o investimento em investigação & desenvolvimento (I&D) cresceu 18,2%, para 566 milhões de dólares (479 milhões de euros).

Tim Cook, CEO da Apple, citado no comunicado, destaca que o trimestre passado foi o terceiro consecutivo de aceleração do crescimento da facturação e registou um recorde trimestral nas receitas de serviços, que cresceram 22%, para 7266 milhões de dólares (6144 milhões de euros).

A marca da maçã revela que as vendas de iPhones cresceram 2% no terceiro trimestre fiscal, para 41,026 milhões de unidades e geraram receitas de 24 846 milhões de dólares (21 007 milhões de euros), um acréscimo de 3%.

Os 4,969 milhões de iPads representaram um acréscimo de 15% em unidades vendidas, mas o valor facturado foi de 4969 milhões de dólares (4201 milhões de euros), apenas mais 2% do quem igual período do ano passado.

As vendas de computadores Mac tiveram um aumento marginal de 1%, para 4,292 milhões de unidades, mas aumentaram 7% em valor, para 7266 milhões de dólares (6144 milhões de euros).

Por regiões, a facturação da Apple apenas se reduziu na Grande China, para 8004 milhões de dólares (6767 milhões de euros), uma queda de 10%.

As vendas da companhia cresceram 13% no continente americano, para 20376 milhões de dólares (17226 milhões de euros), na Europa progrediram 11%, para 10675 milhões de dólares (9025 milhões de euros), no Japão aumentaram 3%, para 3624 milhões de dólares (3064 milhões de euros) e no resto da Ásia/Pacífico subiram 15%, para 2729 milhões de dólares (2307 milhões de euros).

Ainda sem comentários