Marcas PT, MEO e PT Empresas caem e dão lugar a Altice

Marcas PT, MEO e PT Empresas caem e dão lugar a AlticePublicado em 24/05/2017 15:49 em Geral

As marcas PT, MEO (consumo) e PT empresas desaparecem e serão substituídas pela marca Altice, que passará marca principal nas empresas do grupo até ao fim do segundo trimestre de 2018, anunciou a multinacional.

Uma responsável de imprensa da PT disse ao Falar de Economia e Tecnologia que se trata de um processo progressivo, não há um calendário de transição, mas que a marca PT será a primeira a mudar para Altice, seguindo-se, no limite até ao fim da primeira metade de 2018, a mudança da marca MEO para Altice e da PT Empresas para Altice Business.

Adiantou que está previsto manter em Portugal as submarcas SAPO, UZO e Moche por se tratar de marcas muito segmentadas e com linguagens muito específicas.

Simultaneamente, a Altice vai adoptar um novo logótipo e o lema «Together Has No Limits», que funcionará como assinatura corporativa.

Em comunicado, a Altice indica que aquelas mudanças reflectem uma estratégia global única, consubstanciada numa mesma marca nas diferentes operações, e constitui um passo significativo no desenvolvimento do grupo e reforço da sua plataforma industrial e operacional.

A Altice defende que a marca única e global, traz benefícios para clientes, trabalhadores e accionistas.

Michel Combes, CEO da Altice, citado no comunicado, sustenta que com a transformação num operador líder de telecomunicações, conteúdos e publicidade, a Altice entra numa nova era.

Afirma que, como organização integrada, a Altice «irá reinventar a experiência dos seus clientes» e «oferecer produtos e serviços inovadores e de alta qualidade».

Fundada em 2001 por Patrick Drahi, a Altice tem cerca de 50 milhões de clientes em 10 territórios de quatro continentes e facturou no ano passado mais de 24 mil milhões de euros, segundo a companhia.

Ainda sem comentários