Centro de Cibersegurança e PT aderem projecto «No More Ransom»

Publicado em 28/04/2017 00:44 em Segurança Informática

A companhia de segurança Kaspersky anunciou que o Centro Nacional de Cibersegurança português e a Portugal Telecom se juntaram ao projecto internacional «No More Ransom».

O ransomware é um tipo de software malicioso que encripta o conteúdo dos computadores ou dispositivos móveis e exige um resgate para dar a chave de desencriptação aos proprietários e lhes permitir recuperar o conteúdo.

à Plataforma www.nomoreransom.org foi uma iniciativa lançada em Julho do ano passado pelo European Cybercrime Center, pela Europol, pela polícia holandesa e pelas empresas de segurança informática Kaspersky e Intel Security (antiga McAfee) e visa ajudar as vítimas de ramsonware a recuperarem o controlo dos seus dispositivos sem pagarem resgates.

A nível nacional a Polícia Judiciária está envolvida no projecto.

O comunicado adianta que mais de 10 mil vítimas de ransomware de todo o mundo já conseguiram recuperar o controlo dos seus dispositivos com recurso ao portal do projecto, desde que este foi lançado em Julho passado.

O texto sublinha que aquela plataforma introduz um novo nível de cooperação entre as forças policiais e o sector privado para combater o cibercrime e cindica que conta já com 76 parceiros de todos os continentes.

O portal esteve inicialmente disponível em inglês, holandês, russo, francês, português e italiano e passou entretanto a suportar também o finlandês, alemão, japonês, coreano, hebraico, esloveno, espanhol e ucraniano, estando previsto o seu alargamento para novos idiomas.

O comunicado indica que recentemente foram introduzidas no portal 15 novas ferramentas que oferecem novas possibilidades de desencriptação, disponibilizadas pelas empresas de segurança informática AVAST, Bitdefender, CERT Polska, Check Point, Eleven Paths, Emsisoft e Kaspersky.

Ainda sem comentários