Kaspersky estima que ataques DDoS podem dar 95% de lucro

Publicado em 29/03/2017 00:32 em Segurança Informática

A companhia de segurança informática de origem russa Kaspersky estima que os ataques de negação de serviço (DDoS) podem gerar uma margem de lucro superior a 95%.

Em comunicado, a Kaspersky indica que numa investigação ao mercado negro concluiu que orquestrar um ataque de DDoS pode custar 7 dólares por hora mas causar prejuízos de milhares ou até milhões de dólares às empresas afectadas.

Acrescenta que o nível de serviços envolvidos para organizar um ataque DDoS no mercado negro não é muito diferente do necessário para um negócio legal. A única diferença é que não existe contacto directo entre o fornecedor e o cliente.

Os fornecedores do serviço oferecem um sítio onde os clientes, depois de registarem, podem escolher os serviços que querem, pagam pelos mesmos e recebem um relatório do ataque, adianta.

Observa que há mesmo casos em que os fornecedores têm programas de fidelização de clientes com prémios ou com bónus por cada ataque.

A Kaspersky refere que vários factores afectam o preço a pagar. Ataques a Websites em língua inglesa são mais caros, a sítios governamentais ou a recursos protegidos com soluções anti-DDoS são muito mais caros.

Observa que um ataque a um Website não protegido pode custar 50 a 100 dólares mas um ataque a um site protegido contra DDoS pode custar mais de 400 dólares e indica que o preço médio ronda os 25 dólares por hora.

Outro cenário é aquele em que os atacantes exigem ao alvo um resgate para evitar a concretização da negação de serviço ou para acabar com um ataque, resgate que pode ascender ao equivalente a milhares de dólares e gerar um lucro que pode exceder os 95%.

Às vezes a ameaça é suficiente, salienta a Kaspersky

Ainda sem comentários