Receitas da Intel cresceram 7,3% em 2016

Receitas da Intel cresceram 7,3% em 2016Publicado em 30/01/2017 18:33 em Geral

A Intel anunciou que o seu volume de negócios cresceu 7,3% no ano passado, para 59 387 milhões de dólares (55 664 milhões de euros).

Em comunicado de resultados, a Intel indica que os seus lucros baixaram 9,7% em 2016, para 10 316 milhões de dólares (9,66 mil milhões de euros), e os resultados operacionais caíram 8,1%, para 12 784 milhões de dólares (11,98 mil milhões de euros).

Durante o ano que findou, a Intel investiu em investigação e desenvolvimento (I&D) 12,74 mil milhões de dólares (11,94 mil milhões de euros), um aumento de 5,0% face a 2015.

O maior crescimento de receitas registou-se na divisão Internet das Coisas (IoT) com um acréscimo de 15%, para 2,6 milhões de dólares (2,4 mil milhões de euros), seguindo-se a Intel Security (antiga McAfee), com mais 9% e que facturou 2,2 mil milhões de dólares (mais de 2 mil milhões de euros), e a divisão de Centros de Dados (mais 8%), com receitas de 17,2 mil milhões de dólares (16,2 mil milhões de euros).

A maior divisão, de produtos para computação pessoal, facturou 32,9 mil milhões de dólares (31,0 mil milhões de euros), em alta de 2%.

A divisão de Memórias não Voláteis facturou 2,6 mil milhões de dólares (2,4 mil milhões de euros),uma redução de 1%, e a divisão de Soluções Programáveis facturou 1,7 mil milhões de dólares (1,6 mil milhões de euros).

Para o ano de 2017, a Intel prevê receitas ao nível do ano passado e um resultado operacional de aproximadamente 15,7 mil milhões de dólares (14,8 mil milhões de euros).

Admite para o ano em curso despesas de I&D e de fusões e aquisições de 20,5 mil milhões de dólares (19,3 mil milhões de euros) mais ou menos 400 milhões de dólares.

Ainda sem comentários