Atos e Materialize desenvolvem painéis de material composto para indústria espacial

Publicado em 22/01/2017 21:51 em Outras Tecnologias

A Atos anunciou que em conjunto com a Materialize desenvolveu um componente para estruturas espaciais com base em titânio e quase 70% mais leve do que as soluções tradicionais.

Em comunicado, a Atos, especialista em serviços digitais, indica que a sua divisão de engenharia desenvolveu em conjunto com a Materialize, especializada em software e impressão 3D, um novo componente baseado em titânio que melhora as propriedades da estrutura com uma redução do seu peso para cerca de um terço do original.

A Atos indica, que graças à redução de peso das peças, será possível incluir mais peças nos satélites e alcançar poupanças de milhares de dólares em cada lançamento.

Indica que tradicionalmente as peças clássicas são fabricadas em liga de alumínio a partir de um bloco compacto, mas a solução de fabricação aditiva (impressão 3D) permite que as peças sejam ocas ou com o espaço interior preenchido com material leve, permitindo uma forte redução de peso.

A companhia salienta que, tendo em conta que a colocação em órbita de 1 quilograma tem um custo de cerca de 20 mil dólares, as reduções de peso facilitam e tornam mais barata a exploração espacial.

Garante que o desenho das estruturas responde a todas as exigências do sector espacial, desde a fase conceptual até à produção, e indica que a equipa conjunta de desenvolvimento da Atos e Materialize inclui especialistas em engenharia aeronáutica e do espaço, em cálculo computacional de elementos finitos, em desenho de estruturas, em materiais e em fabricação aditiva (impressão 3D).

Ainda sem comentários