PT anuncia atendimento presencial surdos em três lojas MEO

PT anuncia atendimento presencial surdos em três lojas MEOPublicado em 07/12/2016 19:17 em Operadores / Serviços

A Portugal Telecom apresentou hoje a solução de atendimento presencial para surdos em três lojas MEO, duas em Lisboa (Picoas e Oriente) e uma no Porto (Boavista).

Paulo Neves, presidente executivo da PT, assinalou que a empresa tem procurado encontrar um conjunto de soluções para cidadãos com deficiência e que esta solução de atendimento apoiada pela Fundação PT, em parceria com o portal de serviços de tradução para linguagem gestual Servin, vai facilitar o acesso dos surdos aos serviços MEO.

Indicou que as lojas MEO que dispõem deste tipo de atendimento têm trabalhadores, devidamente identificados com um crachat, com capacidade para o primeiro atendimento em linguagem gestual e que depois se ligam por videochamada ao portal Serviin, que faz a tradução entre a linguagem gestual e oral.

Paulo Neves salientou que há mais de 120 mil cidadãos com deficiência auditiva em Portugal e previu que a abertura das três lojas em pontos centrais de Lisboa e Porto permitirá dar resposta a um número significativo de cidadãos surdos.

A PT destaca que a solução de atendimento inclusivo para surdos da Fundação PT é única em Portugal e que o atendimento presencial para surdos é totalmente gratuito.

Paulo Neves disse ao Falar de Economia e Tecnologia que na loja das Picoas, onde decorreu a apresentação, haverá duas pessoas com formação para o atendimento inicial de surdos e que recorrerão depois ao portal Serviin, de tradução de linguagem gestual.

Quanto ao aumento do número de lojas com esta funcionalidade, nomeadamente noutras cidades do país, Paulo Neves disse ao Falar de Economia e Tecnologia que isso vai depender do êxito da experiência realizada em Lisboa e Porto.

Paulo Neves adiantou que no âmbito do programa Aladin, do MEO, que subsidia todos os serviços de telecomunicações para cidadãos com grau de deficiência igual ou superior a 60%, essas pessoas passaram a beneficiar este ano de um desconto de 30% sobre o preço dos pacotes de serviços de televisão sobre fibra, ADSL ou satélite.

Ainda sem comentários