Vendas tablets Europa Ocidental caíram 6,7% terceiro trimestre

Vendas tablets  Europa Ocidental caíram 6,7% terceiro trimestrePublicado em 04/12/2016 23:55 em Equipamentos

As vendas de tablets na Europa Ocidental caíram 6,7% no terceiro trimestre, para menos de 8,2 milhões de unidades, com os iPads a liderar o mercado, com uma quota de 21,9% para a Apple, revelou a consultora e analista de mercados IDC.

A IDC indica que a quebra de vendas na Europa Ocidental no período em análise se ficou a dever a queda de 15,5% no segmento de tablets simples («slate tablets»), enquanto as vendas de tablets com teclado destacável aumentaram 48,4% homólogos no terceiros trimestre.

O número de dispositivos com preços acima de 600 euros vendidos na Europa Ocidental cresceu 66,7%, o que explica um crescimento de 4,8% no valor de vendas, apesar da redução em número de unidades, explica Daniel Gonçalves, analista da IDC.

Acrescenta que os destacáveis, particularmente os que apresentam um desempenho e segurança que respondem aos padrões das empresas, estão continuamente a ganhar expressão e a dinamizar a procura do segmento premium.

Os destacáveis representaram 21,9% das vendas totais de tablets na Europa Ocidental no terceiro trimestre de 2016, que compara com 13,8% em igual período de 2015, revela a IDC.

Daniel Gonçalves destaca que o iPad Pro tem maior êxito entre os profissionais criativos e os Surface são mais adoptados por executivos de topo, pela compatibilidade com o Windows dos computadores das empresas. Revela que o iPad Pro e o Surface representaram em conjunto no terceiro trimestre quase metade (46,4%) das vendas totais de destacáveis.

Por sistemas operativos, o Android liderou na Europa Ocidental com 65,9% no terceiro trimestre, o iOS teve 21,9% do mercado e o Windows 12,2%, segundo a IDC.

A Apple teve no terceiro trimestre uma quota de 21,9% do mercado, a Samsung de 20,4%, a Lenovo de 7,6%, a Acer de 5,1% e a Amazon de 4,9%. Um pouco mais de dois quintos (40,1%) do mercado é distribuído por outras marcas, acrescenta.

Ainda sem comentários