Futuro implica ligar 4,1 mil milhões pessoas sem acesso Internet

Publicado em 08/11/2016 23:53 em Web Summit

O administrador executivo do Facebook com o pelouro da tecnologia (CTO), Mike Schroepfer, considerou que falar do futuro a 10 anos é falar do acesso à Internet, da inteligência artificial e da realidade virtual.

Falando hoje na Web Summit, o CTO do Facebook indicou que o primeiro problema é ligar os 4,1 mil milhões de pessoas no mundo sem acesso à Internet, através de ligações fixas, móveis ou por satélite, nos próximos 10 anos.

Sublinhou que dos 7,3 mil milhões de habitantes do planeta apenas 3,2 mil milhões estão ligados à Internet e defendeu que é preciso implementar soluções de Internet que funcionem onde as pessoas estão.

Indicou que o segundo problema é desenvolver máquinas verdadeiramente inteligentes que permitam gerir a massa de dados disponíveis online e o terceiro é garantir experiências realmente ricas e imersivas, nomeadamente com a realidade virtual.

Schroepfer disse que produzir máquinas inteligentes é um sonho antigo, mas considerou que a inteligência artificial tem grandes potencialidades no futuro mas não substitui o cérebro humano.

O CTO do Facebook disse que os sistemas de inteligência artificial que hoje existem são úteis mas não são verdadeiramente inteligentes, apesar dos progressos que têm sido feitos.

Revelou que os modelos neurais processados em grandes computadores tendem a ser cada vez mais utilizados nos smartphones que trazemos no bolso.

Em relação à realidade virtual, Mike Schroepfer previu será cada vez mais acessível e com u número crescente de aplicações, destacando o projecto «walk again», a ser desenvolvido em São Paulo (Brasil), em que a realidade virtual é usada para os pacientes simularem que andam e treinarem o cérebro para andar, indicando que há pessoas a começar a recuperar o andar ao fim de 22 meses de treino.

Revelou o projecto Standalone, ainda em fase de protótipo, um dispositivo que colocado em cima de uma mesa, sem computadores nem cabos, permite a experiência de realidade virtual e contribuirá para a massificar.

Ainda sem comentários