Acesso móvel à Internet no mundo ultrapassou fixo

Publicado em 04/11/2016 00:36 em Internet

O acesso à Intenet através de telemóveis e tablets ultrapassou pela primeira vez os acessos fixos a nível mundial em Outubro, indica um estudo da companhia StatCounter.

O estudo, que parte dos resultados de 15 mil milhões de «page views» a 2,5 milhões de sítios Internet, mostra que em Outubro 51,3% dos acessos a nível global provinham de dispositivos móveis e apenas 48,7% eram suportados em rede fixa.

Em Portugal, segundo os dados da StatCounter, a ligações a websites por infra estrutura fixa representaram em Outubro 82,33% do total e as móveis 17,67%, com os smartphones a pesarem 13,90% e os tablets 3,77%

Aodhan Cullen, CEO da StatCounter, afirma que esta nova situação deve constituir um alerta, especialmente para as pequenas empresas, comerciantes e profissionais, para assegurarem que os seus websites são mais amigáveis.

A compatibilidade móvel é cada vez mais importante, não apenas por causa do crescimento do tráfego, mas também porque a Google favorece os websites mais amigáveis para os resultados das pesquisas móveis, observou.

Aodhan Cullen recordou que a Google lançou recentemente uma ferramenta informática que permite às empresas testarem o desempenho dos seus sites nos acessos com dispositivos móveis.

A StatCount destaca que apesar do rápido crescimento do acesso móvel à Internet, o acesso fixo é ainda dominante nos mercados mais maduros, como os Estados Unidos e Reino Unido.

Nos Estados Unidos os acessos a partir de redes fixas representaram em Outubro 58% dos acessos, no Reino Unido 55,6% e na Austrália 55,1%, indica a StatCounter. Na América do Norte os acessos fixos atingiram em Outubro 58,28% do total e os móveis 41,72%

Os dados da StatCounter indicam que no conjunto da Europa os acessos fixos representaram 64,33% e os móveis 35,67%, uma tendência semelhante à da América Latina, com 61,13% de acessos fixos (68,67% no Brasil) e 34,87% de móveis, e da Oceânia, com os acessos fixos a representarem 56,04% das ligações a sites e os móveis 43,96%.

Em contrapartida, na Ásia/Pacífico os acessos móveis pesaram em Outubro 64,28% nos acessos a Websites e os fixos 35,72%, enquanto em África os móveis representaram 63,50% e os fixos 36,50%.

Para o predomínio global dos acessos móveis sobre os fixos terão contribuído a tendência nalguns dos países asiáticos que se contam entre os mais populosos do mundo.

No maior mercado de telecomunicações do mundo, a China, os acessos móveis a websites representaram em Outubro 54,63% do total. Mas num país de grande população como a Índia, o peso dos acessos por redes móveis representou quase quatro quintos do total (78,81%), enquanto na Indonésia 65,5% dos acessos foram móveis, segundo os dados da StatCounter.

Ainda sem comentários