Ericsson prevê fechar as últimas fábricas na Suécia - imprensa

Publicado em 30/09/2016 00:05 em Indústria

A multinacional fabricante de equipamentos e soluções de redes de telecomunicações Ericsson planeia fechar as últimas instalações fabris que ainda detém na Suécia como parte de um plano de poupanças, o que poderá conduzir a 3 mil despedimentos, segundo o jornal «Svenska Dagbladet», citando documentos a que teve acesso.

O jornal afirma que a companhia sueca espera que os encerramentos planeados conduzam a poupanças de 3 mil milhões de coroas suecas (cerca de 312 milhões de euros).

As fábricas situadas nas cidades de Boras e Kumia deverão encerrar, pondo fim a 140 anos de produção própria da companhia sueca no seu mercados doméstico, adianta o jornal.

No segundo trimestre de 2016 a Ericsson duplicou o plano de poupanças em despesas operacionais face ao anteriormente anunciado, prevendo cortes de 9 mil milhões de coroas suecas (936 milhões de euros) até ao fim de 2017.

A Ericsson anunciou também cortes no seu investimento em investigação e desenvolvimento e poupanças nos custos de estrutura.

Desde o ano passado já deixaram a empresa vários milhares de trabalhadores.

Ainda sem comentários