Maioria subscritores Netflix estarão fora dos EUA em 2018

Publicado em 24/08/2016 01:15 em Geral

A consultora IHS Market prevê que em 2018 a Netflix terá uma maioria de subscritores do seu serviço fora dos Estados Unidos.

Irina Komilova, analista sénior da IHS Technology, indica que a Netflix tem actualmente 79,9 milhões de clientes do seu serviço, com um crescimento de 30% em 2015 e uma previsão de aumento de 21% para o ano em curso.

A IHS prevê que em 2018, ano em que a empresa ultrapassará os 100 milhões de clientes, o número de clientes Netflix fora dos Estados Unidos ultrapasse os do seu mercado doméstico e que em 2020 a companhia atinja 75 milhões de subscritores fora dos Estados Unidos.

A IHS antecipa que em 2020 as receitas globais da Netflix excedam 13 mil milhões de dólares (11,5 mil milhões de euros), com a Netflix internacional a representar 53% da facturação. Adianta que as receitas domésticas deverão atingir 6,2 mil milhões de dólares (5,5 mil milhões de euros) e as receitas internacionais representar 7 mil milhões de dólares (6,2 mil milhões de euros).

No fim de 2016, o Reino Unido deverá ultrapassar os 6 milhões de subscritores do serviço Netflix, a Holanda e países nórdicos poderão atingir em conjunto 5,4 milhões e a Alemanha deverá ter 2,2 milhões de clientes Netflix, de acordo com a IHS.

Komilova afirma que a Netflix vai iniciar este ano o processo de localização (adaptação ao país, por exemplo, com legendas na língua materna) na Polónia e na Turquia, no âmbito da abordagem ao Leste da Europa, e prevê que a companhia prossiga o processo de localização em novos territórios em 2017 e 2018.

Ainda sem comentários