Mercado Smart Watch cai pela primeira vez no II trimestre

Mercado Smart Watch cai pela primeira vez no II trimestrePublicado em 10/08/2016 00:56 em Equipamentos

O mercado mundial de Smart Watch registou uma queda homóloga de 32% no segundo trimestre de 2016, para 3,5 milhões de unidades, o que acontece pela primeira vez desde o lançamento daquele tipo de dispositivos, segundo estimativas preliminares da consultora IDC.

A consultora e analista de mercados estima que a Apple continua a liderar o mercado, com 1,6 milhões de Apple Watch vendidos no segundo trimestre, apesar de uma redução homóloga de 55% nas suas vendas. A Apple ainda detém quase metade daquele mercado, com uma quota de 47%, 25 pontos percentuais abaixo de um ano antes.

A Samsung aumentou as suas vendas em 51%, para 600 mil unidades, e garantiu uma quota de mercado de 16%, mais do dobro da obtida no segundo trimestre do ano passado, segundo a IDC.

A Lenovo e a LG venderam cerca de 300 mil unidades ficando com quotas abaixo de 10% e Garmin ficou-se pelas 100 mil e uma quota de 4%.

Jitesh Ubrani, analista sénior da IDC, afirma que os consumidores adiaram decisões de compra desde cedo em 2016 à espera de uma renovação de hardware e melhorias no sistema operativo WatchOS, da Apple, que só deverá ser renovado mais próximo do fim do ano.

Destaca que a Apple mantém a liderança deste mercado e observa que um declínio nas vendas de Apple Watch implica uma queda no mercado.

Ramon Llamas, destaca o peso das maiores marcas no mercado (as duas primeiras somam 63% de quota e as quatro maiores 80%), mas considera que isto está a mudar, embora lentamente, à medida que marcas como a Casio, Fosil ou Tag Heuer entram com modelos seus no mercado.

No mercado de wearables básicos, a Fitbit mantém a liderança destacada com 3,7 milhões de unidades no segundo trimestre, num mercado que vendeu 9 milhões de dispositivos, sobretudo vocacionados para a saúde e fitness, estima a analista de mercados Canalys.

A chinesa Xiaomi situou-se em segundo lugar vendendo quase 3 milhões de Mi bands e a Garmin vendeu cerca de 700 mil unidades, acrescenta a consultora.

Jason Low, analista da Canalys, destaca que a pressão dos Smart Watch sobre os wearables básicos está a aumentar mas a Fitbit conseguiu um crescimento homólogo de 36% nas suas vendas.

A Canalys assinala que as vendas de Smart Watch com sistema operativo Android Wear estão em declínio em 2016 e o analista Daniel Matte afirma que para aumentar o seu impacto a Google terá de se envolver directamente com os produtos Android Wear.

Ainda sem comentários