Check Point identificou vulnerabilidades que afectam 900 milhões de dispositivos Android

Publicado em 09/08/2016 01:34 em Equipamentos

A empresa de segurança informática Check Point anunciou hoje que identificou quatro vulnerabilidades que afectam potencialmente a segurança de mais de 900 milhões de smartphones e tablets Android com chipsets Qualcomm.

Em comunicado, a Check Point adianta que em Abril disponibilizou à Qualcomm toda a informação sobre as vulnerabilidades e o fabricante de processadores, que classificou as vulnerabilidades como de «alto risco», proporcionou entretanto aos fabricantes dos dispositivos as correspondentes correcções.

A Check Point baptizou o conjunto de vulnerabilidades como QuadRouter e indica que, se exploradas (através de uma app maliciosa), podem dar a cibercriminosos um controlo completo sobre os dispositivos, incluindo acesso aos dados pessoais e empresariais, permissão de controlo de toques no teclado («keylogging»), seguimento por GPS e possibilidade de gravação remota de áudio e vídeo, sem requerer permissões especiais, o que impede o utilizador de tomar conhecimento disso.

A Check Point assinala que entre os modelos potencialmente afectados se encontram o Samsung Galaxy S7 e S7 Edge, o Sony Xperia Z Ultra, os Google Nexus 5X, 6 e 6P, os HTC One M9 e HTC 10, os LG G4, G5 e V10, o Motorola Moto MX, ou o BlackBerry Priv, entre outros.

A Check Point sublinha que lançou uma app gratuita, disponível no endereço electrónico https://play.google.com/store/apps/details?id=com.checkpoint.quadrooter, que permite aos utilizadores verificar se os seus dispositivos ainda estão vulneráveis.

Ainda sem comentários