Receitas da Nokia (incluindo ALU) baixaram 10%

Publicado em 05/08/2016 01:03 em Indústria

O volume de negócios da Nokia, incluindo as receitas da Alcatel-Lucent (ALU), baixaram 10% no primeiro semestre de 2016, para 11 279 milhões de euros, anunciou quinta-feira a multinacional finlandesa.

Em comunicado de resultados, a Nokia indica que as receitas do negócio de redes de telecomunicações caíram 10% no primeiro semestre, para 11 557 milhões de euros, e as da Nokia Technologies baixaram 21%, para 391 milhões de euros.

A companhia revelou que os seus resultados operacionais baixaram 27% na primeira metade de 2016, para 677 milhões de euros.

Rajeev Suri, presidente executivo (CEO) da multinacional, citado no comunicado, afirma que os resultados da Nokia no segundo trimestre estão em linha com o esperado e reflectem uma sólida execução no contexto de um mercado desafiante e da integração da Alcatel-Lucent, que está em curso.

Destacou que a Nokia continuou a fazer «excelentes progressos» em várias áreas, iniciando rapidamente os esforços de integração [da ALU] e de redução de custos, conseguiu um crescimento robusto no negócio de redes fixas, anunciou a aquisição da Gainspeed para acelerar os progressos da companhia com os operadores de cabo, concluiu a aquisição da Withings e fechou um negócio de licenciamento que permitiu que a marca Nokia regresse aos smartphones e tablets.

Ainda sem comentários