Receitas e lucros da Novabase caíram no primeiro trimestre

Publicado em 13/05/2016 00:33 em Geral

A tecnológica portuguesa Novabase anunciou que o seu volume de negócios caiu 13% no primeiro trimestre de 2016, para 47,1 milhões de euros, resultado que explica pela estratégia de limitação da sua exposição a mercados emergentes.

Em comunicado de resultados, a maior tecnológica portuguesa anuncia lucros de 1,7 milhões de euros, um decréscimo de 12% face aos três primeiros meses do ano passado.

O peso do negócio no estrangeiro aumentou ligeiramente no primeiro trimestre de 2016, para 52%, 1 ponto percentual acima do que se verificava há um ano.

O presidente executivo (CEO) da empresa, Paulo Salvado, assinala que os resultados do primeiro trimestre reflectem os objectivos e opções estratégicas da Novabase para o ano em curso e sublinha que o negócio internacional representou mais de metade das receitas totais, sendo 56% da facturação internacional gerada na Europa.

Indica que os serviços foram responsáveis por quase 90% das operações totais.

A companhia recorda que no primeiro trimestre inaugurou o primeiro centro de competências de Case Management em Portugal, que deverá ultrapassar os 100 trabalhadores no espaço de cinco anos.

No primeiro trimestre, a Novabase empregou em média 2419 trabalhadores no primeiro trimestre, um aumento de 1%, dos quais 2181 em Portugal (mais três pessoas) e 238 (mais 23) no estrangeiro.

Nas perspectivas para 2016, a tecnológica reafirma o objectivo de um crescimento sustentável do negócio internacional e, apesar das «condições desafiantes» no mercado português, mantém o objectivo de atingir um volume de negócios de 215 milhões de euros, do qual mais de 45% realizado fora de Portugal.

No ano passado a Novabase facturou 231,6 milhões de euros e o negócio internacional representou 46% das receitas.

Ainda sem comentários