Sonaecom cai nos prejuízos no primeiro trimestre 2016

Publicado em 09/05/2016 23:04 em Empresas

A subholding de tecnologias e comunicações do grupo Sonae, a Sonaecom, anunciou hoje prejuízos de 12,4 milhões de euros, que compara com lucros de 21,3 milhões de euros em igual trimestre do ano passado.

Em comunicado de resultados, a Sonaecom indica que os prejuízos nos três primeiros meses do ano em curso estão relacionados com resultados financeiros negativos de 15,9 milhões de euros, influenciados pelo ajustamento do valor da participação directa no operador de comunicações NOS, que desceu 15,3 milhões de euros.

O volume de negócios da Sonaecom baixou 6,8% no primeiro trimestre, para 29,8 milhões de euros.

O grupo indica que a sua área de tecnologias inclui cinco empresas que geraram mais de metade (53%) das suas receitas no estrangeiro e que empregam 926 trabalhadores, 44% a laborar fora de Portugal.

Adianta que WeDo Technologies líder mundial na área de software de business assurance para o sector de telecomunicações, tem como clientes mais de 190 operadores de nove dezenas de países, além de clientes nos sectores de retalho, de energia e financeiro, e gerou mais de três quartos das suas receitas fora de Portugal.

Acrescenta que a S21Sec é uma multinacional de soluções de cibersegurança e a Saphety disponibiliza soluções para optimização de processos de negócio, incluindo de troca electrónica de dados, contando com 8500 clientes com 129 mil utilizadores.

A Sonaecom detém, ainda, as tecnológicas Bizdirect e Bright Pixel e o Jornal Público e participa no capital da NOS.

Ainda sem comentários